Em resposta ao Sindicato

Servidores não entregam documentação e atrasam conclusão do Plano de Carreira, afirma Dimas

Por Redação AF
Comentários (0)

30/12/2015 09h21 - Atualizado há 2 meses
AF Notícias //Da Redação Mais de 150 servidores públicos municipais de Araguaína (TO) ainda não providenciaram a atualização das informações relativas ao nível de escolaridade para conclusão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do quadro geral. Por essa razão, o plano ainda não foi encaminhado para votação na Câmara de Vereadores. Conforme explicou o secretário Municipal de Educação, Jocirley de Oliveira, sem as informações atualizadas sobre o nível de escolaridade dos servidores não é possível fazer a previsão de impacto financeiro, fato que impede a conclusão do Plano. Já o prefeito Ronaldo Dimas explicou que na reunião ocorrida em 11 de novembro, o próprio Sindicato dos Servidores Públicos (Sisepar) assumiu o compromisso de, em 10 dias, providenciar a atualização das informações relativas ao nível escolar de todos os servidores. “Estas informações são fundamentais para o cálculo do impacto financeiro, já que a evolução educacional também está contemplada no Plano”, acrescentou Dimas. No total, 157 servidores da saúde não compareceram ou enviaram a documentação à Secretaria Municipal da Administração, sendo que destes 59 estão na ativa e os demais estão inativos (licenças por motivos diversos). “Sendo assim, quem não está cumprindo com o compromisso não é a Prefeitura. A ação que cabe ao Sindicato é a de buscar as informações que faltam junto à estes servidores, que são os reais responsáveis pela não finalização do plano”, rebateu Ronaldo Dimas, em resposta à nota do Sindicato. No Diário Oficial do Município de 12 de novembro foi publicada a Portaria nº 173 determinando que todos os servidores providenciassem a atualização das informações. Agora, segundo o prefeito, será publicado no Diário Oficial o nome de todos os servidores que não entregaram a documentação e que, consequentemente, estão atrasando o andamento do Plano de Carreira. “Caso não entreguem [a documentação] poderão ficar impossibilitados de gozar dos benefícios que o plano vai oferecer, nesse primeiro momento”, acrescentou Jocirley de Oliveira. Entenda Na última segunda-feira (28), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína (Sisepar) divulgou nota de repúdio culpando a Prefeitura por não ter enviado o PCCR para votação na Câmara, ainda em 2015, no entanto, não explicou os motivos do atraso.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.