Mudança de nível

STJ reforma decisão do TJTO e determina progressão funcional a vários militares de Araguaína

O presidente do TJTO foi notificado da decisão no dia 03 de outubro.

Por Redação 2.613
Comentários (0)

10/10/2019 08h25 - Atualizado há 5 dias
Militares associados à APA ganham ação no STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reformou uma sentença do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) e determinou que o Governo do Estado conceda progressão funcional a vários militares ligados à Associação de Praças Militares de Araguaína (APA). O mandado de segurança foi impetrado pelo advogado Anderson Mendes

O relator do recurso no STJ foi o ministro Herman Benjamin. Consta na decisão que o próprio TJTO reconheceu que os militares tinham direito à progressão por terem atingido os requisitos legais exigidos, contudo, negou o direito por falta de publicação no Diário Oficial do Estado (DOE). Disse ainda que o Comando da PM não havia comunicado à Secretaria da Administração (Secad) para que implementasse na folha de pagamento o ato promocional.

Ao analisar o caso, o STJ entendeu que o próprio Governo reconheceu o direito à progressão. "Assim, presentes os requisitos legais exigidos para progressão funcional reconhecidos pela própria administração, deve ser o recurso provido a fim de que seja assegurada a progressão funcional dos servidores", destaca o acórdão do STJ. 

O Ministério Público Federal (MPF) também emitiu parecer favorável aos militares. “Havendo direito líquido e certo a amparar a pretensão da recorrente [APA], deve ser reformado o aresto proferido na origem”, diz trecho da decisão.

O presidente do TJTO, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, foi notificado da decisão no dia 03 de outubro.

STJ

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.