Jovem Senador 2022

Tocantinense de 15 anos vence concurso Jovem Senador e pode idealizar projetos de lei

Aluna de Palmeirópolis é mais nova Jovem Senadora do Tocantins.

Por Redação 893
Comentários (0)

07/05/2022 08h18 - Atualizado há 1 semana
Mara Daniella Rocha Cardoso

A estudante Mara Daniella Rocha Cardoso, de Palmeirópolis, é a vencedora do concurso Jovem Senador 2022, representando o Tocantins. Maria Daniela tem 15 anos, e cursa a 2ª série do ensino médio, no Colégio Estadual Professora Oneides Rosa Moura. O resultado foi anunciado pela Rádio Senado nesta sexta-feira (06)

A tocantinense e outros 26 estudantes brasileiros, um de cada unidade da Federação, irão vivenciar o processo legislativo no Senado com a possibilidade das propostas feitas por eles serem transformadas em projetos de lei. Todos os vencedores e seus professores orientadores ganharão uma viagem a Brasília com todas as despesas pagas, além de também serem premiados com notebooks.

Para a jovem, ter a oportunidade de participar da Semana de Vivência Legislativa representando Tocantins é uma grande alegria. “Nunca pensei que seria a nova jovem senadora do Tocantins. Com essa conquista pude perceber que sou capaz de tudo, basta o meu querer e o meu esforço. Sou muito grata ao professor Ramon que me orientou nesse processo e a toda escola e minha família pelo apoio. Estou muito feliz com esse resultado”, comemorou.

Semana de Vivência Legislativa

Os autores dos textos vencedores viajam para Brasília no período de 27 de junho a 1º de julho, quando passarão pelo processo de discussão e elaboração das sugestões legislativas. O trabalho dos jovens simula a atuação dos senadores da República, numa legislatura com quatro dias de duração.

O tema da redação do concurso neste ano foi o bicentenário da independência: 200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã.

A estudante Mara Daniella destacou os movimentos negros no período da independência do Brasil. “Eu abordei a forma como os negros lutaram para acabar com a escravidão, e citei exemplos como a Conjuração Baiana, o movimento que tinha como objetivos a emancipação do Brasil e a abolição da escravidão”, relatou.

Mara Daniella foi orientada pelo professor Ramon Diego Viana Souza.

A diretora da unidade de ensino, Maria Madalena Moura de Barros, destacou que a conquista da aluna traz reconhecimento para a escola e para a região sul do Tocantins.

“Esse resultado nos trouxe muita alegria, levando o nome da nossa escola para todo o país e reforça que estamos no caminho certo, educando para a vida e orientando nossos alunos em cada momento”, afirmou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.