Na tribuna

Vereador acusa Vicentinho de 'usar' a PF em sua campanha; Divino Bethânia rebate

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

18/06/2018 17h10 - Atualizado há 1 mês
Márcia Costa // AF Notícias O candidato a vice-governador de Vicentinho Alves, vereador Divino Bethânia (Pros), trocou farpas com o colega vereador Mané Mudança na tribuna da Câmara de Araguaína durante a sessão desta segunda-feira (18). Bethânia criticou o governador interino Mauro Carlesse e seu vice Wanderlei Barbosa, e disse que eles não estão preparados para assumir o Governo do Estado e não são concorrentes à altura. "Na minha opinião, Carlesse e nem Wanderlei Barbosa são concorrentes políticos para nós. Até onde eu sei, Carlesse veio pisar em Araguaína só agora que é candidato. Vejo como uma pessoa comum, sem oferecimento de nenhuma condição de ser governador do Estado. Nosso concorrente é a caneta e o dinheiro público gastado para fins eleitorais", alfinetou Divino Bethânia. O candidato a vice ainda elogiou a atuação da PF. "Até hoje nunca vi aquela Polícia Federal sair com o carro da garagem e voltar com mãos abanando. Em que pese meu respeito pelo Sandoval Cardoso, ex-governador, mas a polícia saiu e ele passou um tempinho no xilindró. Por poucos menos ele foi preso", afirmou. DISCORDÂNCIA Já o vereador Mané Mudança chamou de 'armação' o que a chapa de Vicentinho Alves tem feito durante a campanha através de várias denúncias à Polícia Federal. "Excelentíssimo Divino Bethânia, o senhor tem direito de fazer campanha na Câmara, mas a gente só bate em quem está aguentando. Vicentinho goza de um mandato que não é dele, não é justo um homem desse ser nosso governador. Mas a Polícia Federal está sendo usada, é lamentável. Vicentinho é um senador da República, que tem um mandato que não é dele. Eles estão querendo puxar o mandato", criticou Mudança, referindo-se às eleições de 2010, quando Vicentinho conseguiu tirar a vaga de Marcelo Miranda na Justiça. O vereador, que é também empresário no ramo de locação de tendas, disse que levou um calote em razão do governo não honrar com seus compromissos na gestão de Marcelo Miranda, aliado de Vicentinho. Mudança prestou serviços em várias cidades durante festividades em 2017 e receberia o pagamento após a liberação de emendas parlamentares destinadas aos respectivos municípios, mas o governo não pagou. "Agora essa armação com a Polícia Federal, até eu fui chamado pela PF. Sou um homem sério e trabalhador. Prestei serviços para cidades ainda em 2017, através das emendas parlamentares no mandato do governador Marcelo Miranda e não recebi até agora. E veja, até eu fui parar na polícia para depor, por essa mentira que está esparramada", concluiu.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.