Caso Dotozim

Vice dobrou oferta para pistoleiro concluir 'missão' após prefeito sair do hospital

O vice já teria contratado a morte do prefeito por duas vezes, segundo a Polícia Civil

Por Raimunda Costa 4.001
Comentários (0)

11/01/2019 08h27 - Atualizado há 2 meses
Vice-prefeito (esq.) e o prefeito

A Polícia Civil revelou que o vice-prefeito de Novo Acordo, Leto Moura Leitão Filho (PRB), conhecido como Letim Leitão, dobrou a oferta para o pistoleiro matar o prefeito Elson Lino de Aguiar Filho, o Dotozim, assim que ele saísse do hospital.

A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa na tarde dessa quinta-feira (10), em Palmas.

Letim Leitão já havia, inclusive, contratado a morte do prefeito por duas vezes. A primeira tentativa era para ser realizada entes do dia 25 de dezembro do ano passado, mas os criminosos se envolveram em um problema com a Polícia Militar e não realizaram a tarefa.

Como as duas tentativas falharam, segundo o delegado da Deic Palmas, Leandro Risi, o vice-prefeito teria prometido R$ 20 mil para que os suspeitos do crime “terminassem a tarefa” assim que o gestor municipal deixasse o Hospital Geral de Palmas.

De acordo com o delegado, o primeiro atentando que não deu certo foi encomendado por R$ 4 mil. Para a segunda tentativa, o pagamento ficou combinado em R$ 10 mil.

"Quando viram que o prefeito não tinha morrido, ele prometeu então R$ 20 mil para que os pistoleiros terminassem o serviço quando Dotozim deixasse o hospital", contou o delegado.

Ainda conforme Leandro Risi, o crime foi motivado por conflitos na distribuição de propinas. "Em princípio, por uma divisão de recursos advindos de fraudes em licitações na prefeitura de Novo Acordo", afirmou. O prefeito teria se recusado a repassar R$ 800 mil para o vice.

Primeiros presos

Antes da prisão do vice, nesta quinta-feira (10), Gustavo Araújo, de 18 anos, foi preso suspeito de ser o executor do crime. Ele é membro de uma facção criminosa.

Paulo Henrique Costa, de 27 anos, suspeito de intermediar o crime entre o vice e Gustavo também foi preso. Ele é proprietário de uma empresa de vigilância e cobrador de dívidas de terceiros.

Letim, Gustavo e Paulo estão presos na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).

O outro lado

Após as declarações do vice-prefeito, por meio de nota, o secretário municipal de Administração de Novo Acordo, Sildomar Alves Pereira, afirmou que “o atual prefeito jamais permitiu qualquer tipo de ato ilícito durante o seu mandato, inclusive, nunca permitiu que se efetivasse qualquer pagamento a fornecedor sem processo licitatório devidamente formalizado nos moldes da legislação brasileira”.

Em nenhum momento na atual gestão foi e será admitido qualquer ato ilegal para desviar recursos públicos, pois o prefeito é homem sério, honesto e que jamais teve qualquer compromisso de natureza ilícita com o vice-prefeito”, diz outro trecho da nota.

Entenda o caso

O prefeito, conhecido como Dotozim, foi baleado com três tiros na tarde dessa quarta-feira (9). Um dos disparos acertou a cabeça da vítima.

Ele foi encaminhado ao Hospital Geral de Palmas (HGP), já saiu da ala de emergência e passará por uma cirurgia de reconstrução facial.

Segundo a família, o prefeito está consciente e o quadro de saúde dele é estável.

Leia a íntegra da nota

"Após a veiculação de matéria de que o vice-prefeito Letim Leilão é o mandante da tentativa de homicídio perpetrada contra o prefeito Elson Lino de Aguiar, e que a motivação seria a ausência de repasse de valores a título de recursos a serem captados por fraudes a licitação, cabe esclarecer que o atual prefeito jamais permitiu qualquer tipo de ato ilícito durante o seu mandato.

Inclusive, nunca permitiu que se efetivasse qualquer pagamento a fornecedor sem processo licitatório devidamente formalizado nos moldes da legislação brasileira, e que repudia as palavras do vice- prefeito de que teria dinheiro a receber da prefeitura por supostas fraudes a licitação. 

Vale esclarecer que por nenhum momento na atual gestão foi e será admitido qualquer ato ilegal para desviar recursos públicos, pois o prefeito é homem sério, honesto e que jamais teve qualquer compromisso de natureza ilícita com o vice-prefeito. 

A história de vida do prefeito Elson Lino de Aguiar sempre foi pautada em muito trabalho e honradez, jamais durante seus 59 anos de idade teve nada que desabone sua conduta, pois ocupou os cargos de vice-prefeito, vereador e secretário municipal de saúde de Novo Acordo e sempre viveu do labor honesto desempenhado com seu suor.

Novo Acordo/TO, 10 de janeiro de 2019.

Sildomar Alves Pereira

Secretário Municipal de Adm. Novo Acordo“

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.