Concorda?

Cuscuz e arroz com pequi são as piores comidas brasileiras, segundo guia norte-americano

TasteAtlas é conhecido por elaborar diversos rankings relacionados a pratos culinários.

Por Conteúdo AF Notícias 1.358
Comentários (0)

02/12/2023 09h17 - Atualizado há 2 meses
Arroz com pequi, prato tradicional no Tocantins.

Uma pesquisa divulgada nesta semana repercutiu muito entre os brasileiros. E não foi pelo lado positivo, pelo contrário, foram eleitas as 10 piores comidas brasileiras. É isso o que você leu!

O site TasteAtlas, conhecido por elaborar diversos rankings relacionados a pratos culinários, apresentou em sua última divulgação, apresentou uma relação um tanto indigesta: as 10 piores comidas brasileiras. O tradicional arroz com pequi, prato das mesas goianas e tocantinenses, ficou em segundo lugar, só perdendo para o cuscuz paulista. Outras comidas típicas das regiões nordeste e sudeste, até de festa junina, foram elencadas neste ranking bastante polêmico.

No final de 2022, o site havia publicado uma lista de 100 Melhores Comidas do Mundo, que muito repercutiu, especialmente, por causa do segundo lugar para a picanha brasileira. 

Sobre o ranking

Até 18 de novembro de 2023, foram registradas 7.014 avaliações, das quais 5.139 foram reconhecidas pelo sistema como legítimas.

Mas o TasteAtlas reforça que a lista não deve ser vista como "a conclusão final" sobre os pratos. "O seu objetivo é promover a excelente comida local, inspirar orgulho nos pratos tradicionais e despertar a curiosidade por pratos que ainda não experimentou", diz.

1. Cuscuz paulista - 3

O cuscuz paulista, feito de farinha de milho e preparado com legumes, peixes e carnes em apenas uma panela, é um patrimônio do estado de São Paulo. No entanto, ele recebeu nota 3 na pesquisa do TasteAtlas. A origem deste prato remonta aos tropeiros paulistas dos séculos 17 e 18, que carregavam todos os itens para trocas e vendas juntos, fazendo com que a farinha de milho absorvesse o gosto dos outros itens e formasse a massa base desta iguaria.

2. Arroz com pequi - 3,1

O arroz com pequi, prato típico de Goiás e do Tocantins, aparece em segundo lugar na lista, com nota 3,1. Apesar de ser um prato bastante tradicional, parece que nem todos apreciam o sabor único do pequi.

3. Tareco - 3,2

Em terceiro lugar, encontramos o tareco, um biscoito popular em Pernambuco. Os tarecos são feitos de farinha de trigo ou milho, ovos, baunilha e açúcar. Apesar de sua simplicidade, eles não parecem ser muito populares entre os avaliadores do site, tendo recebido nota 3,2.

4. Quibebe - 3,4

Quibebe é um prato típico do nordeste brasileiro.

5. Maria-mole - 3,5

A maria-mole, tão apreciada nas festas juninas, ficou em quarto lugar na lista, com nota 3,5. A textura macia e a cobertura de coco ralado parecem não ser suficientes para conquistar os paladares mais exigentes.

6. Salada de maionese - 3,6

A salada de maionese, um clássico da culinária brasileira, recebeu nota 3,6 na pesquisa, amargando o quinto lugar na lista de piores comidas brasileiras. Apesar de ser uma presença constante nas festas de fim de ano, parece que nem todos apreciam essa combinação de legumes e maionese.

7. Sequilho - 3,7

Os sequilhos, biscoitos de amido de milho muito apreciados no café da manhã e no lanche da tarde, receberam nota 3,7 na pesquisa. Apesar de sua textura leve e crocante, eles não parecem ser uma escolha popular entre os avaliadores do TasteAtlas.

8. Caldo de Mocotó - 3,8

O caldo de mocotó, um prato tradicional da culinária brasileira, feito com os ossos do pé do boi, recebeu nota 3,8 na pesquisa. Apesar de ser uma opção nutritiva e saborosa, parece que nem todos apreciam a consistência gelatinosa deste prato.

9. Caruru - 3,9

O caruru, um prato típico da culinária baiana feito com quiabo e camarão, recebeu nota 3,9 na pesquisa. Apesar de ser uma iguaria muito apreciada na Bahia, parece que seu sabor não agrada a todos.

10. Pé-de-moleque - 4

Por fim, o pé-de-moleque, um doce típico das festas juninas, recebeu a nota mais alta entre as piores comidas brasileiras, com um 4. Apesar de seu sabor doce e crocante, parece que ele não é uma escolha popular entre os avaliadores do TasteAtlas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.