Casos de sucesso!

Moradora de Palmas deixa informalidade e transforma vida como pintora residencial

Trabalhando na informalidade, Sonja viu a necessidade de buscar capacitação na área.

Por Redação 705
Comentários (0)

01/02/2019 10h00 - Atualizado há 2 semanas
Ela fez curso no Senai e se profissionalizou

“Cada vez que eu estudava, descobria que precisava aprender mais”, essas são as palavras de Sonja Pereira de Souza, de 34 anos. Moradora de Palmas (TO), ela trabalha, desde 2007, como pintora residencial fazendo reformas, pinturas de portas, janelas, grafites e letras. Trabalhando na informalidade, Sonja viu a necessidade de buscar capacitação na área quando as pessoas começaram a perguntar sobre sua formação.

“Eu ficava sem palavras, porque eu não tinha uma formação profissional. Então, eu decidi me qualificar para quando alguém me perguntasse eu teria uma instituição de nome, algum ponto de referência para dizer que foi ali que aprendi”, relembra a profissional que cresceu no Maranhão.

Partindo desse pensamento, ela conheceu o SESI e o SENAI em 2009 e a partir dali não parou mais. Ela fez cursos técnicos e práticos na área de pintura e textura, fez cursos de oratória e atendimento ao público, tudo isso para melhorar o desempenho e se destacar no mercado de trabalho. Em 2016, fez os últimos cursos em segurança do trabalho e leitura de projetos. “Me qualifiquei e busquei mais conhecimento na área de construção civil, porque é a área que tenho mais conhecimento e já dominava muita coisa”, afirma.

Depois de três anos estudando nas instituições, fez o processo seletivo e se tornou instrutora no SENAI, onde trabalhou durante um ano e meio. Saiu da instituição para montar o próprio negócio, a empresa Divulgue Mais, que executa trabalhos de pintura, gráfica e comunicação visual. Para Sonja, a vontade de crescer e oferecer o melhor para os seus clientes fez com que nunca deixasse de estudar. E os resultados foram positivos.

“Eu aprendi a como competir, como apresentar meu trabalho, aprendi a trabalhar de forma mais responsável, como ter mais qualidade no meu serviço, como formar um preço competitivo. Então, além de conseguir administrar melhor a minha empresa, consegui muitas coisas na minha vida pessoal”, acrescenta.

Para Márcia Rodrigues, Diretora do SENAI de Tocantins, as instituições se preocupam com o desenvolvimento do estado e por isso buscam investir na capacitação dos habitantes. Ela conta que 80% dos alunos que fizeram alguma formação técnica conseguem uma vaga no mercado de trabalho após 6 meses.

“A gente tem termômetros muito bons, tanto da aplicação de recursos, que a gente conseguiu superar as metas que foram propostas em épocas de matriculas de atendimentos. Como também, nós conseguimos que esse aluno que passou [pela instituição] pudesse fazer uma boa avaliação da estrutura, uma boa avaliação do conhecimento que reteve. E também da indústria falar para a gente ‘Olha é um grande diferencial, porque o profissional chega com uma formação melhor’”, analisa.

Em 2019, a meta é realizar 24.600 matrículas no SENAI e 7.474 matrículas, no SESI, de acordo com a FIETO.

Futuro incerto

Mesmo com um histórico de sucessos, é possível que essa realidade mude, caso o novo governo corte verbas para as instituições do chamado Sistema S – que inclui SESI e SENAI. O argumento é que a organização deve se ajustar aos cortes de custos do novo governo.

A Diretora do SENAI conta que o Tocantins ainda está em desenvolvimento e a maioria dos habitantes possuem baixa renda. Dessa forma, a instituição destina 66,6% dos recursos para que a população estude gratuitamente. Caso haja reduções de orçamentos essas pessoas serão as mais afetadas.

“Se houver esse corte, o que vai acontecer é que nós vamos reduzir pela metade as vagas que são da gratuidade, porque se hoje 80% do meu recurso está no negócio, está direcionado para as unidades escolares atendendo matrícula, se eu reduzir esse recurso, consequentemente, as matriculas vão ser reduzidas”, conclui.

Os cortes previstos podem variar de 30% a 50% dos recursos recolhidos anualmente.

ASSUNTOS senai palmas pintora

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.