Descanso saudável

Conheça os roteiros de ecoturismo no Tocantins para curtir o feridão em contato com a natureza

O número de turistas no Jalapão vem crescendo ano a ano, especialmente no Carnaval.

Por Redação 671
Comentários (0)

22/02/2020 10h31 - Atualizado há 1 mês
Cicloturismo no Jalapão

Carnaval rima com folia, mas o Tocantins também oferece boas oportunidades para quem busca tranquilidade e contato com a natureza.

O Estado é dividido em sete regiões turísticas – Encantos do Jalapão, Lagos e Praias do Cantão, Ilha do Bananal, Serras Gerais, Serras e Lagos, Bico do Papagaio e Vale dos Grandes Rios. Neste ano os empresários do turismo estão animados com a alta procura pelos roteiros oferecidos.  

O Jalapão continua sendo referência para os turistas que buscam na região o cenário exótico que mistura deserto, cerrado e floresta, com a singularidade dos fervedouros, a beleza das cachoeiras da Velha e da Formiga, as corredeiras do Rio Novo, ideais para prática do rafting, o nascer e o pôr do sol nas dunas, e o artesanato em capim dourado, produzido pelas comunidades locais.

Todos os anos, durante o Carnaval, também acontece a Expedição Cicloturística do Jalapão MTB Tour, passando por matas de galeria que surgem próximas de rios, cachoeiras, lagoas, dunas com areia dourada, serras e chapadões de até 800 m de altura. São mais de 500 km (bike e veículos 4×4) de pura emoção off road percorridos em cinco dias.

“Todo ano, desde 2013, faço o Jalapão como evento no período do Carnaval e faço a qualquer momento para grupos particulares”, conta o idealizador do projeto, Edésio Tolentino, informando que para 2020 já estão programadas cinco viagens. Entre os atrativos inclusos no roteiro estão a Cachoeira das Araras, a Serra do Espírito Santo, os povoados de Mumbuca (Mateiros) e Prata (São Félix).

O número de turistas no Jalapão vem crescendo ano a ano, especialmente no feriado de Carnaval, conforme a Superintendência de Turismo da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Maria Antônia Valadares.  

Serras Gerais

Formada por nove municípios, Serras Gerais tem em Dianópolis a folia mais animada, mas a oferta de atrativos turísticos não deixa nada a desejar. Só para citar algumas das opções mais procuradas, é nesta região que fica a Lagoa do Japonês (Pindorama), a Lagoa da Serra (Rio da Conceição), o Rio Azuis (Aurora) e o Cânion Encantado (Almas).

Em 2020, o turista não perdeu tempo, os hotéis das cidades estão com ocupação máxima. “Esse ano estou com sete vezes mais clientes que ano passado”, comemora a operadora de turismo Fernanda Tainã Castro.

Cantão

Quem pensa no Cantão apenas como opção de veraneio pelas praias, no mês de julho, pode ter uma grande oportunidade de conhecer a região no período da cheia. No Parque Estadual do Cantão e na Ilha do Bananal é possível se deslumbrar e registrar em fotografias a transição do Cerrado, Amazônia e Pantanal dividindo o mesmo espaço.

Quando as águas encobrem parte da vegetação, é possível navegar pela copa das árvores, realizar safáris fotográficos, conhecer Lagoa da Confusão e a sede do Parque Estadual, percorrer alguns dentre os mais de 800 lagos existentes na região, visitar aldeia indígena Javaé, na Ilha do Bananal, em um contato direto com a mãe natureza e as comunidades locais. “Quem vier ao Jalapão pode aproveitar para vir ao Cantão e conhecer nossa transição de biomas”, sugere o operador de turismo Leonardo Azevedo.

Parque Estadual do Cantão
Lagoa do Japonês em Pindorama

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.