Seet
Sobral – 300×100

Calçadão da Via Lago faz homenagem aos índios Karajá, primeiros moradores da região

Agnaldo Araujo - |
Foto: Marcos Filho
Os desenhos indígenas são uma homenagem ao povo Karajá

Maior projeto de engenharia em execução do Estado do Tocantins e novo cartão postal de Araguaína, a Via Lago terá calçadas com desenhos geométricos inspirados em indígenas do povo Karajá. A construção segue em estado avançado para entrega durante a programação dos 59 anos de Araguaína, no dia 14 de novembro. Nesta etapa, estão sendo instaladas as luminárias de LED com rede subterrânea e o calçamento.

O engenheiro civil Weslley Fernandes Silva explicou que o calçamento da Via Lago segue em toda a sua extensão até a rotatória final. “As calçadas com desenhos que foram inspirados em símbolos das tribos indígenas Karajá estão sendo construídas com blocos de concreto retangular intertravados, na cor natural e coloridos”, frisou.

O arquiteto Mikael Alan de Souza criou o projeto do calçamento com os desenhos indígenas. A ideia foi do prefeito Ronaldo Dimas  (PR) devido ao contexto regional e cultural da obra e para fazer uma homenagem aos primeiros habitantes da região.

Relatos históricos contam que os Karajá habitaram o território de Araguaína até 1876, quando os primeiros migrantes chegaram na região, localizado entre os rios Andorinhas e Lontra, afluentes da margem direita do Rio Araguaia.

Foto: Marcos Filho
Vista aérea de parte das calçadas da Via Lago

ILUMINAÇÃO COM TECNOLOGIA

Além dos postes, em seção circular com redes subterrânea, trazendo beleza e segurança à via, já estão sendo instaladas 192 luminárias de LED, sistema moderno que garante economia de energia elétrica.

MAIS SERVIÇOS

Também estão sendo finalizados os serviços de terraplanagem e pavimentação e drenagem. Outros trabalhos executados são de bocas de lobo, implantação dos postes para as luminárias e drenagem fluvial.

Nesta terça-feira (24), foram descarregadas no Lago Azul duas dragas para dragagem de areia. O objetivo é a construção de uma ilha no lago. O projeto visa a implantação de um local de lazer com restaurante, sendo que o acesso será se dará pela ponte para os pedestres e por barcos, com decks de embarque e desembarque.

A OBRA

A Via Lago terá 1,84 km de extensão, com pistas duplas, ciclovias, áreas verdes, guarda-corpos e calçamento para pedestres. A obra começa na foz do Córrego Neblina (no cruzamento com a Avenida Filadélfia) seguindo pelos setores Mansões do Lago, Jardim do Lago, Lago Azul, Parque do Lago e Cidade Nova.

Na primeira etapa da Via Lago foram investidos R$ 5 milhões, com recursos do Município, quando foi feita parte da terraplanagem. Para a segunda etapa, o Governo Federal e o Município disponibilizaram recursos de R$ 13,5 milhões. (Gláucia Mendes – com alterações)

Foto: Marcos Filho
Calçada da Via Lago com desenhos indígenas

Comentários pelo Facebook: