Sobral – 300×100
Seet

Caminhada Passos que Salvam de Araguaína será lançada na próxima terça-feira

Redação -
Foto: Divulgação
Caminhada lembra a importância do diagnóstico precoce do câncer infantil

A solenidade de lançamento da “Caminhada Passos que Salvam” em Araguaína, será na próxima terça-feira, 7, às 19 horas, no auditório do Hotel Relicário. Estarão presentes na solenidade os coordenadores do projeto na cidade, além de autoridades municipais e os parceiros que estão apoiando a mobilização, como a Polícia Militar, Rotary Lago Azul, Sindicato Rural, empresas, instituições de ensino, entre outros.

Esta é segunda vez consecutiva que Araguaína participa do movimento que tem como objetivo despertar a atenção da comunidade para os primeiros sinais e sintomas do câncer em crianças e adolescentes.

Durante o evento, será apresentado o trajeto da caminhada, além dos pontos de vendas dos kits para participar da mobilização. Coordenada pelo Hospital de Câncer de Barretos (HCB), a ação acontece simultaneamente em todas as cidades que aderiram ao movimento com a distribuição de folders de sinais e sintomas.

DIAGNÓSTICO PRECOCE 

Crianças e adolescentes chegam para tratamento em centros especializados com o câncer em estágio avançado por diversos fatores: desinformação dos pais, medo do diagnóstico e desinformação dos médicos. O diagnóstico precoce é prejudicado pela semelhança dos sinais e sintomas com doenças comuns na infância.

Os profissionais encontram dificuldade em fechar o diagnóstico, o que atrasa a busca por serviços médicos especializados, por isso, o conhecimento do pediatra e dos pais acerca do câncer é determinante para o diagnóstico rápido e seguro.

O índice de cura do câncer infanto-juvenil alcançado no Brasil é de somente 55%, com a conscientização da população para os primeiros sinais e sintomas podemos elevar os índices de cura a níveis semelhantes aos obtidos nos Estados Unidos que é de 95%.

Além do envio das crianças mais cedo para tratamento, dando oportunidade de vida aos pacientes, a caminhada tem viabilizado com a captação de recursos através da venda dos kits, fortalecer a pesquisa clínica dos tumores, oferecer uma segunda chance de tratamento com novas drogas para pacientes com recaída ou em progressão de doença, também fortalecendo a área de pesquisas de laboratório e genética baseadas no conceito de terapia-alvo, tratamento geneticamente personalizado para aumentar as taxas de cura.

HISTÓRICO 

Para que a caminhada “Passos que Salvam” seja um sucesso, é necessário o empenho e apoio de toda a comunidade. Quanto maior o número de pessoas conscientizadas sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil, maior é a chance de conseguir que o tratamento seja eficaz, podendo alcançar até a cura.

Em 2012 foi o início da mobilização, quando foi realizada a primeira caminhada. Foram 20 municípios do Estado de São Paulo e dois de Rondônia abraçaram a ideia, mobilizaram a sociedade, empresas e entidades e participaram do evento.

Em 2013, o número quase quadruplicou. Foram 80 cidades dos estados, São Paulo, Rondônia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia e Tocantins, que participou com apenas um município, Taguatinga.

Já no ano seguinte, 2014, mais de 150 mil pessoas vão às ruas. Foram 202 cidades em 11 estados brasileiros que caminharam juntas, no mesmo dia e horários. No Tocantins, foram duas cidades que aderiram: Palmas e Taguatinga.

E em 2015 foram 370 cidades de 13 estados que caminharam, comprometidos na luta contra o câncer infanto-juvenil, envolvendo em torno de 200 mil pessoas. No ano passado, o número de estados participando do movimento foi o mesmo, e o número de cidades envolvidas foram 302.

No Tocantins houve um aumento de 2016 para este ano, serão 34 cidades; sendo que em 2016, foram 17.

(Joselita Matos) 

Comentários pelo Facebook: