Sobral – 300×100
Seet

Criação da Universidade Federal do Norte do Tocantins pode ser barrada na Câmara com inclusão de novas cidades

Agnaldo Araujo - | - 777 views
Foto: Prefeitura de Tocantinópolis
A audiência ocorreu em Tocantinópolis

Agnaldo Araujo//AF Notícias

A criação da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) foi discutida durante audiência pública realizada em Tocantinópolis, nesta sexta-feira (28). A relatora do Projeto de Lei 5.274/2016 na Comissão de Educação, deputada Josi Nunes (PMDB), esteve presente no encontro.

A audiência teve o objetivo de discutir sugestões que poderão ser colocadas no relatório final da deputada para aprovação na Comissão a qual ela é relatora.

Os acadêmicos, professores e demais presentes na audiência cobraram agilidade no processo. O projeto de criação da nova universidade federal do Estado já foi aprovado na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público. Agora está na de Educação, mas ainda falta passar pela Comissão de Constituição e Justiça e Comissão de Tributação e Finanças. Somente após esse processo é que o PL vai para sanção do presidente da república.

Agilidade

A deputada Josi Nunes garantiu que vai apresentar seu relatório na comissão o mais rápido possível. “Nós vamos trabalhar para pautar a matéria o mais rápido possível para que a gente possa analisar ela na Comissão de Educação e que assim ela possa passar nas outras comissões”, disse.

A parlamentar ainda afirmou que obteve o compromisso dos presidentes das comissões seguintes de que também vão agilizar a matéria na Câmara Federal.

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), esteve presente na audiência e aprovou a inciativa. “Uma boa iniciativa a discussão, mas nós precisamos mesmo é da votação. Esperamos que a deputada Josi Nunes entregue o seu relatório e coloque em votação o mais rápido possível, pois ainda têm duas comissões que têm que passar. E a mais difícil delas é a de Finanças e Tributação”, afirmou.

Para Ronaldo Dimas, é importante que a Comissão de Educação faça a votação do PL já no mês de maio.

Criação da UFNT pode ser barrada

Um dos pontos mais discutidos na audiência pública foi a emenda apresentada pela deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) para a inclusão de outras quatros cidades no projeto de criação da UFNT. São elas: Xambioá, Colinas do Tocantins, Filadélfia e Guaraí.

A parlamentar justificou a proposta na emenda afirmando que a implantação dos campi também nos novos municípios “promoverá o acesso da população ao ensino superior, especialmente, os estudantes de baixa renda, o que contribuirá para inclusão social e democratização do ensino”.

Na proposta inicial, a UFNT seria criada apenas com o desmembramento dos campi da UFT de Araguaína e Tocantinópolis. Vale ressaltar que essas duas cidades já possuem prédios e corpo administrativo prontos, ao contrário das outras cidades.

A maioria dos presentes na audiência foram contra a inclusão dos outros campi no relatório de Josi Nunes na Comissão de Educação. O argumento é que a proposta de criação da UFNT possa ser barrada na Comissão de Finanças e Tributação por causa do orçamento, que aumentaria consideravelmente.

A deputada garantiu que irá acolher a opinião da maioria do campus de Tocantinópolis e também de Araguaína para apresentar seu relatório final.

Comentários pelo Facebook: