Sobral – 300×100
Seet

Empresas não se interessam pelo transporte público de Araguaína e Passaredo fica

Redação AF - |
FotosMarcos Filho/Ascom
Prefeitura mantém contrato emergencial com Viação Passaredo até seis meses.

Para manter a continuidade dos serviços de transporte público e que a população não sofra prejuízos, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, manteve o contrato emergencial com a Viação Passaredo para que a empresa continue atendendo aos usuários. A manutenção do contrato ocorre enquanto estiver em andamento a licitação para a contratação de nova empresa que assuma a concessão do serviço.

O prazo do novo contrato com a Passaredo iniciou dia 19 de dezembro e vai até seis meses, sendo que Município poderá rescindir a qualquer momento.

Licitação

A licitação ocorreu nesta segunda-feira, 16, mas nenhuma empresa se apresentou interessada no certame. Agora, a Comissão Permanente de Licitação (CPL) vai encaminhar o processo de volta para a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) para tomar as providências cabíveis.

Transporte clandestino

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) intensificou o trabalho de combate ao transporte clandestino na cidade. Do dia 12 de dezembro até agora, quando foi intensificada a fiscalização com apoio das Polícias Militar e Civil, 14 veículos foram apreendidos fazendo transporte clandestino.

O superintendente da AMTT, Sheldon Sá, orienta a população a não utilizar este tipo de transporte, que é crime. “A orientação para a população é que não se utilize desse tipo de transporte. Pois os mesmos não estão hábitos a fazer e muito menos preparados para transportar a população com segurança. É um risco usar o transporte clandestino. O combate a este tipo de transporte ficará mais intenso ainda”, destacou.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Fernando Rivério Jayme, após a apreensão, é feito o Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e o motorista ou motociclista é autuado no art. 47 de contravenções penais, exercício ilegal da profissão. “O que se percebe é que tem um agrupamento de pessoas que estão atuando neste tipo de transporte clandestino, trabalhando de forma organizada e assiduamente”, declarou o delegado.

“A população também tem culpa nisso, pois tenta levar vantagem utilizando deste tipo de transporte clandestino. A população está se colocando em risco, pois não sabe se a pessoa é habilitada, não sabe a procedência da pessoa, se é habilitada”, completou.

Veículos e linhas

A Viação Passaredo manteve o mesmo número de veículos que estava operando na cidade para atender a população araguainense, no total de 20. A empresa vem operando com 13 linhas, sendo oito fixas e cinco temporárias.

A frota possui cinco veículos com acessibilidade para cadeirantes nas seguintes linhas: dois no Lago Azul 3; um no Vila Norte; um no Costa Esmeralda; e um no Jardim Paulista.

Tarifas

O valor da tarifa é R$ 3,25; para estudante R$ 1,62. As empresas que adquirirem Vale Transporte para os seus colaboradores, o valor fica em R$ 3,00.

Dúvidas

Os passageiros que tiverem dúvidas em relação às linhas que estão operando na cidade podem entrar em contato diretamente no telefone da empresa no seguinte telefone: 3415-4462. Ou podem fazer pessoalmente no Terminal das Bandeiras, localizado no centro da cidade, ou na garagem da empresa, instalado no Setor Parque Sonhos Dourados. (Ascom)

Comentários pelo Facebook: