Seet
Sobral – 300×100

‘Nunca participei de corrupção em toda a minha vida pública’, diz Kátia Abreu

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Senadora Kátia Abreu (PMDB)

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) afirmou que “nunca participou de corrupção em toda a sua vida pública”. A declaração foi feita após seu nome constar na lista de políticos que teriam recebido propina da empreiteira Odebrecht. Os nomes foram divulgados nesta terça-feira (11) pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a decisão do ministro, Kátia Abreu passa a ser ré e formalmente investigada em inquérito, juntamente com o marido Moisés Pinto Gomes, ex-assessor no Ministério da Agricultura. Delatores afirmaram que a senadora recebeu R$ 500 mil via caixa dois para sua campanha eleitoral de 2014.

“Lamentavelmente, por desconhecer o conteúdo da decisão do ministro Edson Fachin, não tenho, neste momento, elementos suficientes que me permitam rebater as supostas acusações feitas contra mim e o meu marido”, disse Kátia.

A senadora foi enfática ao afirmar “categoricamente que, em toda a minha vida pública, nunca participei de corrupção e nunca aceitei participar de qualquer movimento de grupos fora da lei”.

Abreu disse que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários de maneira a eliminar qualquer dúvida sobre a sua conduta. “Sigo trabalhando no Senado pelo Brasil e pelo Tocantins. Minha história e minha correção são a base fundamental da minha defesa”, finalizou.

Veja mais…

Kátia Abreu recebeu R$ 500 mil de propina da Odebrecht para campanha de 2014, afirmam delatores

Comentários pelo Facebook: