Professora é morta a facadas dentro de casa em Palmas; filho é o principal suspeito

Agnaldo Araujo - |
Foto: Reprodução Facebook
O corpo da professora foi encontrado com oito perfurações no Tórax

Nielcem Fernandes // AF Notícia

Um adolescente de 17 anos é o principal suspeito de ter assassinado a golpes de faca a sua própria mãe, a professora Delma França Carvalho de Paulino, de 42 anos. O crime aconteceu na última terça-feira (15) na quadra 407 Norte em Palmas.

Segundo familiares da vítima, após um dia inteiro sem comunicação, o corpo de Delma foi encontrado pelo irmão Raimundo Alves Carvalho no início da noite da última terça na casa onde ela morava com o filho e a nora.

O irmão de Delma disse à polícia que a professora foi vista pela última vez na companhia do filho e da nora, por volta das 7h da manhã no dia do crime.

O corpo da professora apresentava sinais de perfurações de faca e foi localizado em uma construção inacabada nos fundos do lote.

Ainda segundo familiares,  o adolescente e sua companheira não foram encontrados e a suspeita é que o casal tenha embarcado para Goiânia. Desde então são considerados os principais suspeitos do crime cometido com requintes de crueldade.

A Polícia Militar informou que a vítima tinha marcas de oito perfurações no tórax e dois cortes no pescoço.

Por telefone, Amanda Carvalho, que é filha da professora, disse ao AF Notícias que está chocada, pois todos conviviam bem. Amanda mora em Anápolis (GO), mas está na Capital para o velório da mãe. “Não sabemos realmente o que aconteceu. Nos dávamos bem. Eles são menores”, disse, ainda muito abalada.

O velório está sendo realizado na Igreja Assembleia de Deus Madureira na Quadra 407 norte Alameda 11, Arno 43 e o enterro está marcado para as 15h.

A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa está investigando o crime. O AF Notícias continua acompanhado o caso.

Comentários pelo Facebook: