Sobral – 300×100
Seet

Vereadores atacam a imprensa por divulgar doação de área pública avaliada em R$ 500 mil

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Os vereadores criticaram a forma que a doação foi divulgada

Agnaldo Araújo //AF Notícias

Vereadores de Araguaína fizeram duras críticas à imprensa, durante sessão da última terça-feira (29), simplesmente por divulgar a doação de uma área pública estimada em R$ 500 mil e localizada em um dos setores mais valorizados da cidade, nas proximidades da Via Lago, o futuro cartão postal da cidade.

O projeto de autoria do prefeito Ronaldo Dimas (PR) tem como beneficiário o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). A área tem quase 2 mil metros quadrados, equivalente a cinco lotes de 12 por 30 metros.

A prefeitura avaliou o imóvel em R$ 250 mil. Contudo, estima-se que cada lote custe cerca de R$ 100 mil, devido à localização privilegiada e expectativa de valorização com a Via Lago.

O projeto original também não previa nenhuma contrapartida, mas duas emendas apresentadas pelo vereadores obrigam o CREA a construir uma praça e uma academia ao ar livre.

GIPÃO – O MAIS CRÍTICO

O que mais teceu críticas à imprensa foi o líder do prefeito na Casa, o vereador Aldair da Costa Sousa (PR), o Gipão. O parlamentar disse que, aparentemente, a mídia gosta de divulgar “inverdades” e criar “discórdias”. “A informação tem uma força muito grande. Parece que o bom é divulgar as inverdades, bom é espalhar a discórdia, bom é levar informação que não tem interesse para a sociedade”, disse, levando a crê que o debate sobre a doação não é importante.

O vereador ainda acusou a imprensa de fazer com que o CREA seja visto como um monstro perante a sociedade. “A informação distorcida não é bem para a sociedade. Ainda bem que hoje nós temos WhatsApp, Facebook, as redes sociais. Imagina quando a imprensa falava e ficava só o que ela falava mesmo. Agora não, agora nós temos a oportunidade de rebater através das redes sociais”, disse.

DIVINO BETHÂNIA

Já o vereador Divino Bethânia Júnior (PROS) disse que alguns veículos de comunicação prestam um ‘desserviço à sociedade’. “Várias emissoras de televisão já fizeram verdadeiros desserviços à sociedade quando noticiam algo que não é verdade”, afirmou ao ressaltar que o projeto não foi aprovado com rapidez na Câmara.

CARLOS SILVA

Carlos Silva (PSDC) concordou com a tese do ‘desserviço’ por parte da imprensa. “Parte da imprensa cria alvoroço e retrata informações que não são verdadeiras. A imprensa na verdade é para relatar os fatos e a verdade, e não para criar situações hipotéticas ou que muitas vezes tentam denegrir a imagem dos seus representantes, das autoridades municipais”, afirmou.

Carlos Silva chegou a criticar o projeto de doação da área, mas votou favorável.

SOLDADO ALCIVAN

Já o vereador Soldado Alcivan (PP) criticou o valor da área divulgado pela imprensa. Segundo ele, a área doada não está orçada em R$ 500 mil e sim em apenas R$ 246,8 mil. “Infelizmente, às vezes, a mídia de forma maldosa coloca que [a área] foi avaliada em R$ 500 mil”, disse.

Segundo o vereador, uma comissão avaliou a área no total de R$ 246.810,72. “É fácil criticar. A mídia gosta é do sensacionalismo. Infelizmente o povo, às vezes, gosta é de má notícia”, pontuou.

FERREIRINHA

Já o vereador Ferreirinha (PMDB) destacou a importância da imprensa em levar a ‘notícia verdadeira’ para a população. “É importante a mídia de forma geral acompanhar e levar notícia verdadeira para a população, principalmente para aqueles que tanto almejam estarem aqui, sentados nos nossos lugares e representado o povo de Araguaína”, afirmou.

Leia mais…

Vereadores aprovam com facilidade doação de área pública avaliada em mais de R$ 500 mil

Área pública objeto de doação em Araguaína está avaliada em mais de R$ 500 mil; vereadores decidem

Comentários pelo Facebook: