Votação

Câmara de Araguaína derruba outro veto de Dimas e Gipão cita independência e firmeza

Os vereadores derrubaram dois vetos do prefeito Ronaldo Dimas apenas nesta semana.

Por Márcia Costa 961
Comentários (0)

06/08/2020 08h20 - Atualizado há 2 meses
Mesa diretora da Câmara

A Câmara Municipal de Araguaína analisou e derrubou mais um veto integral do prefeito Ronaldo Dimas (Podemos) em projeto de lei que trata sobre o reconhecimento de atividades consideradas essenciais à população. A votação foi unânime durante a sessão de terça-feira (4).

Dessa vez, o projeto de lei inclui as academias em geral no rol de atividades essenciais, permitindo o funcionamento mesmo em tempos de pandemia, como a que o mundo vive atualmente.

A proposta considera que atividades como musculação, ginástica, artes marciais e outros esportes são essenciais à saúde e bem-estar da população durante a pandemia da covid-19. Portanto, esses estabelecimentos não poderiam fechar no caso de restrição ao comércio em geral.

Conforme o projeto, a abertura dos estabelecimentos fica condicionada à adoção de medidas protetivas, como uso de máscaras por profissionais e clientes, distanciamento e higienização com álcool em gel, entre outros.

Na última segunda-feira (03), a Câmara já havia derrubado outro veto integral de Dimas em relação ao projeto que reconhece as atividades religiosas como essenciais.

Os dois projetos são de autoria do presidente da Casa de Leis, vereador Aldair da Costa Sousa, o Gipão, filiado ao mesmo partido do prefeito - Podemos.

Os vereadores destacaram que a Constituição Federal assegura à liberdade do exercício de cultos ou rituais religiosos.  Divino Bethânia Júnior destacou ainda o trabalho de acolhimento feito pelas instituições religiosas.

"Quando o indivíduo é rejeitado pelos amigos, pela sociedade e até mesmo pela própria família, porque entenderam que a vida dele não tem mais jeito, a igreja o recebe e acredita que ele pode mudar e ser uma pessoa melhor", discursou o parlamentar.

O presidente da Câmara afirmou que o Poder Legislativo é independente e as votações mostrando o posicionamento unânime dos vereadores comprovaram isso.

"Essas votações contra os vetos do prefeito Ronaldo Dimas deixa mais uma vez evidente que o Poder Legislativo é independente e tem uma postura firme na defesa dos interesses da comunidade araguainense. É preciso reconhecer, sempre, o papel social, acolhedor, transformador e orientador que as igrejas e os líderes religiosos exercem na sociedade, não só em nossa cidade, mas em todo o país, inclusive em lugares que o poder público não consegue chegar", disse o vereador Gipão.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.