Arnaldo Filho

Blog AF

redacao@afnoticias.com.br

Reincidente no erro

A inexplicável 'birra' do Ibope com Eduardo Gomes; errou feio mais uma vez

O pior que o instituto de pesquisa já é reincidente nesse tipo de 'erro'.

Por Arnaldo Filho 1.454
Comentários (0)

08/10/2018 11h57 - Atualizado há 2 meses
Eduardo Gomes foi eleito senador neste domingo (7)

A pesquisa eleitoral para senador divulgada pelo Ibope na véspera da eleição deste domingo (7) apontou um cenário totalmente diferente do que foi revelado pelas urnas. O pior que o instituto já é reincidente nesse tipo de 'erro'.

Conforme o Ibope, Irajá Abreu liderava a disputa com 20%, seguido de Vicentinho Alves (19%), Eduardo Gomes (17%) e César Halum, que aparecia lá na 6ª posição com 12%. Considerando apenas os votos válidos, os vitoriosos seriam Vicentinho e Irajá, com 30% cada.

Nas urnas, Eduardo Gomes venceu disparado com 248.358 votos e Irajá ficou em segundo lugar, com 214.355 votos (16,8%). Halum, que era o sexto na pesquisa, ficou em terceiro lugar com 184.235 votos. Vicentinho, que venceria, segundo a pesquisa, ficou na 4ª posição com apenas 13,81% dos votos.

ELEIÇÕES DE 2014

Nas eleições de 2014, o erro do Ibope já tinha sido descomunal e imperdoável, quando apontou a vitória da senadora Kátia Abreu com 56% dos votos válidos contra 31% de Eduardo Gomes.

Nas urnas, Kátia obteve 41,64% e Gomes, 40,77%. Diferença de apenas 0,8%.

Talvez a birra seja com Eduardo Gomes, pois o instituto acertou em cheio o resultado deste domingo para governador do Tocantins.  

De qualquer forma, o Ibope arranhou ainda mais sua já desgastada imagem perante o eleitor tocantinense, contribuindo para aumentar infinitamente a desconfiança sobre o resultado de pesquisas futuras. É bom lembrar que a estatística não permite esse tipo de erro.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.