Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Palmas

Caso Raul Filho tem inesperada reviravolta: juiz eleitoral torna sem efeito a própria decisão

O magistrado revogou a decisão e o nome de Raul Filho voltou para o rol dos inelegíveis.

Por Arnaldo Filho 1.949
Comentários (0)

02/06/2020 08h27 - Atualizado há 1 mês
Ex-prefeito de Palmas, Raul Filho (MDB)

Raul Filho, elegível ou inelegível? Eis a questão! O caso do ex-prefeito de Palmas teve mais uma inesperada reviravolta, e sua alegria não durou mais que um fim de semana. Ele é a aposta do MDB à prefeitura da capital.

Na última quinta-feira (28/05), o juiz eleitoral Lauro Augusto Moreira Maia, da 29ª ZE, retirou o nome do ex-gestor do rol dos inelegíveis após a defesa ter apresentado uma decisão liminar do TRF1 que suspendia a condenação de Raul por crime ambiental. A defesa só não disse que essa liminar havia sido derrubada pelo STJ, instância superior.

Quem revelou esse 'segredo' ao juiz foi o Ministério Público Federal. Por isso, nesta segunda-feira (1º de junho), o magistrado revogou a própria decisão e o nome de Raul Filho voltou para o rol dos inelegíveis.

Decisão do TRF 1ª Região foi questionada no STJ pelo MPF

Conforme o juiz, ao decidir na primeira ocasião, “restou expressamente consignado pelo requerente [Raul] que a decisão apresentada encontrava-se em vigência”.

Contudo, o MPF havia ajuizado uma Reclamação ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que cassou a decisão do desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que determinava a suspensão dos efeitos da condenação de Raul Filho.

Decisão sem efeito. Inelegibilidade permanece

O juiz eleitoral finaliza sua decisão deixando a entender que foi induzido ao erro: “Assim, considerando haver fundadas dúvidas acerca da atual condição de elegibilidade do requerente RAUL DE JESUS LUSTOSA FILHO, chamo o feito à ordem para TORNAR SEM EFEITO a Decisão nº 1125/2020 - PRES/29ª ZE/GABJUIZ29/ASSESSORIAJURIDICA29 (evento 1288548) e determinar o imediato encaminhamento de ofício à Corregedoria Regional Eleitoral, comunicando o inteiro teor desta decisão e solicitando a exclusão da anotação do código de ASE 558 (desativação de ocorrência de ASE 540), no histórico da inscrição nº 016818962720, até o saneamento do feito”.

Em suma, Raul Filho continua inelegível, pelo menos até o STJ julgar o mérito da Reclamação ajuizada pelo Ministério Público Federal. Nestas circunstâncias, parafraseando o general francês Jean-Andoche Junot, enviado de Napoleão Bonaparte a Portugal: "Tudo como dantes no quartel-general de Abrantes".

VEJA TAMBÉM

Justiça Eleitoral retira inelegibilidade de Raul Filho e embola corrida à prefeitura de Palmas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.