Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Polêmica

Em vídeo, secretário cogita, sim, saída da presidência da Adetuc e do Conselho de Cultura

A polêmica ganhou mais um capítulo com a divulgação do vídeo.

Por Arnaldo Filho 529
Comentários (0)

22/01/2021 11h48 - Atualizado há 1 mês
Tom Lyra confirma intenção de sair da Adetuc

Um vídeo encaminhado ao AF Notícias pelo movimento Mobiliza Tocantins mostra que o secretário Tom Lyra cogitou, sim, sua saída da presidência da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) e, por consequência, também da função de gestor do Conselho Estadual de Cultura, o órgão que fiscaliza as ações da agência. Contudo, Tom Lyra não usou o termo 'renúncia' - como divulgado pelo movimento.

O vídeo mostra um trecho da reunião realizada por meio de videoconferência, nessa quarta-feira (20), com representantes da classe artística e cultural do Tocantins.

"O tempo foi muito curto para a gente organizar eleição [do conselho] e tudo mais, e se houve essa insatisfação, tentemos corrigir agora. Quando eu deixo a presidência da Adetuc, automaticamente eu também deixo a presidência do Conselho porque está atrelado à função da Adetuc", diz Tom Lyra.

"A Meira assume na minha saída e depois deve chamar outra eleição. Eu acho que vocês devem colocar isso no debate, e levar para a eleição os candidatos. Se as pessoas entenderem que alguém do governo deve ser, vai ter o voto", acrescenta o secretário.  

Tom Lyra pretende ficar apenas no cargo de secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), mas não informou quando pedirá exoneração da pasta da cultura.

O movimento Mobiliza Tocantins sempre questionou a permanência de Tom Lyra no cargo de presidente do Conselho Estadual de Cultura, por considerar "contraditório" que o gestor da pasta da Cultura seja também gestor do conselho, que tem a função principal de fiscalizar e dar transparência à utilização dos recursos da cultura.

VEJA TAMBÉM

VÍDEO

Vídeo

MOVIMENTO

O Mobiliza Tocantins conta com a participação de cerca de 80 instituições representantes de artistas dos segmentos de música, artes cênicas, literatura, artes visuais, audiovisual, cultura popular e tradicional, dentre outros. O objetivo é unir artistas, mestres de cultura e instituições em prol de políticas públicas e ações em defesa da classe.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.