Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Tocantins

Palácio confirma empréstimos, critica 'picuinhas' de prefeitos e explica: 'era um ato simbólico'

A manifestação do Palácio é uma resposta às críticas de alguns prefeitos

Por Arnaldo Filho 1.498
Comentários (0)

12/12/2019 19h37 - Atualizado há 1 mês
Carlesse apresentou várias demandas do Estado ao presidente Bolsonaro

O Palácio Araguaia garantiu que o Estado do Tocantins já cumpriu com todas as obrigações necessárias para contratação dos empréstimos de R$ 583 milhões junto à Caixa Econômica Federal. A solenidade desta quinta-feira (12) em Palmas, com o presidente Jair Bolsonaro, foi um “ato simbólico”, segundo o chefe de gabinete do governador, Divino Allan Siqueira.

A manifestação do Palácio é uma resposta às críticas de alguns prefeitos que se disseram frustrados com a assinatura apenas de um "protocolo de intenção de empréstimo", como o gestor de AraguaínaRonaldo Dimas (Podemos).

“Quem assina [o contrato] é a Caixa de Palmas, não é Brasília. Vieram aqui para referendar um ato, uma questão simbólica. Era um evento de estadista, não podemos ficar preocupados com picuinhas. Estávamos recebendo o presidente da República e quatro ministros”, disse Divino Allan, sugerindo que a crítica de Dimas tem a ver com sua pré-candidatura ao Governo do Estado em 2022.

Inclusive, o chefe de gabinete lembrou que Araguaína será beneficiada com mais de R$ 100 milhões para obras importantes, como a duplicação da TO-222, pavimentação da TO-243 até o Povoado Mato Verde e construção do novo Hospital Geral.

Divino Allan destacou ainda que o governador Mauro Carlesse (DEM) tratou de muitos temas importantes diretamente com o presidente Bolsonaro.

“A reunião teve um forte apelo do governador que para permanência do polo multimodal em Gurupi (TO), pois estão tirando para Rio Verde (GO), e o governador disse que não abrimos mão desse polo: “não pode tirar daqui, presidente”. Pediu também a construção da Transbananal, a duplicação da BR-153, construção do Hospital Universitário da UFT - que tem curso de medicina, mas não tem hospital, solicitou a conclusão da BR-010 e várias demandas federais”, frisou.

Serão dois empréstimos, sendo um no valor de R$ 453 milhões, que vai ser partilhado em obras com os 139 municípios, e outro no valor de R$ 130 milhões que será destinado para a construção da nova ponte de Porto Nacional.

No total, o Programa Governo Municipalista vai investir na economia tocantinense mais de R$ 759 milhões, incluindo os recursos do Programa Pró-Transporte (infraestrutura urbana); parte do saldo para construção de unidades habitacionais e parte do saldo para construção do Hospital Geral de Gurupi.

Ainda durante a solenidade, o presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Marcelo Andrade, anunciou a abertura do escritório do órgão no Tocantins.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.