Direto ao Ponto

Arnaldo Filho

redacao@afnoticias.com.br

Avaliação

Reprovação ao governo Carlesse é de 42% faltando um ano e meio para fim do mandato

Por outro lado, a aprovação da gestão estadual está na casa dos 36%.

Por Arnaldo Filho 1.362
Comentários (0)

19/08/2021 10h03 - Atualizado há 2 meses
Governador Mauro Carlesse tem 42% de reprovação contra 36% de aprovação

Sentando na cadeira mais cobiçada do Palácio Araguaia desde abril de 2018 e faltando menos de um ano e meio para o fim do mandato, o governador Mauro Carlesse (PSL) está com uma desaprovação de 42,6%, segundo sondagem realizada pelo Instituto Skala.

 Por outro lado, a aprovação ao governo é de 36,1%. Outros 15,2% dos entrevistados não sabem e 6,1% não opinaram.

A aposta final do governo Carlese para tentar reverter essa crise de aprovação foi o lançamento do programa 'Tocando em Frente', uma promessa de investimento de R$ 2,9 bilhões em obras e recursos para todos os municípios. Na fonte dos recursos, o governo conta com um empréstimo de quase R$ 500 milhões junto à Caixa Econômica Federal, cuja novela se estende desde 2018.

O banco público nunca liberou o recurso porque o Estado do Tocantins, desde 2017, não conseguiu sair da classificação C no Tesouro Nacional e está com liquidez no vermelho, além de possuir restrições no Cauc - uma espécie de SPC do poder público. Assim, o Governo não consegue financiamento para executar obras e Carlesse pode terminar seu mandato sem cumprir a maioria das promessas do programa Tocando em Frente.

MAIS SOBRE O ASSSUNTO

Carlesse teve uma ascensão meteórica ao cargo de governador. Começou sua trajetória política em 2012 como candidato a prefeito de Gurupi, quando foi derrotado por Laurez Moreira.

Em 2014, conseguiu ser eleito deputado estadual com uma votação pouca expressiva, 12.187 votos. Era, até então, um desconhecido na política estadual, embora bem sucedido financeiramente em seus negócios, o que lhe projetou à presidência da Assembleia Legislativa do Tocantins para o biênio 2017/2018.

Assim, a cobiçada cadeira do Palácio Araguaia caiu em suas mãos inesperadamente com a cassação do então governador Marcelo Miranda (MDB), e fora reeleito em outubro de 2018 para cumprir mandato até 31 de dezembro de 2022.

SOBRE A PESQUISA

A sondagem do Instituto Skala ouviu 4.346 eleitores entre os dias 4 a 11 de agosto nos 30 maiores municípios do estado. O grau de confiabilidade é de 95% e a margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.