‘Nexum Carcerem'

Gerente do tráfico é preso em residência de Palmas com quase 50 kg de droga trazida de SP

Drogas que estavam em uma casa no sul de Palmas também foram apreendidas.

Por Redação 558
Comentários (0)

07/09/2020 08h29 - Atualizado há 1 mês
Drogas teriam sido transportadas de São Paulo

Uma operação policial deflagrada na manhã deste domingo (5) resultou na prisão de três suspeitos de tráfico interestadual de drogas e apreendeu quase 50 kg de substâncias entorpecentes em Palmas.

Conforme o delegado Enio Walcácer de Oliveira Filho, a operação ‘Nexum Carcerem’ é um desdobramento da operação 'Píxel', que foi desencadeada na sexta-feira (4). Na oportunidade, três suspeitos foram presos e vários quilos de drogas apreendidos.

“Após a identificação e apreensão de porções de drogas que seriam provenientes de um carregamento maior, intensificamos as diligências e, por meio do compartilhamento de informações com unidades policiais de outros estados da federação, identificamos indivíduos que teriam feito o carregamento de narcóticos para Palmas", explicou o delegado.

Dos suspeitos identificados, dois são do interior de São Paulo, que teriam o papel de transportar e entregar a droga em Palmas. O terceiro homem atuaria em Palmas na função de gerente do tráfico e agia a mando de um líder de organização criminosa que se encontra preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP). Os nomes não foram divulgados pela polícia.

Identificação e buscas

Em uma residência na região sul de Palmas, os agentes localizaram e apreenderam 579 gramas de crack, 337 gramas de cocaína, bem como 42 kg de maconha, divididos em vários tabletes. Na ocasião, também foram apreendidos insumos para embalar a droga e balança de precisão.

Os três homens que estavam na residência foram presos e conduzidos até a sede da Denarc, onde foram autuados em flagrante por tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico. Eles foram recolhidos na CPPP posteriormente.

Segundo a polícia, a casa foi identificada como ponto de armazenagem da droga após levantamentos em diligências e análise de informações recebidas. As substâncias seriam de um preso que se encontra na CPP de Palmas e que é uma das lideranças de uma organização criminosa de atuação em âmbito nacional.

Também foi possível levantar que a droga teria sido encomendada no estado de São Paulo e seria trazida para Palmas para ser revendida na Capital e na região.

A operação foi realizada 1ª Divisão Especializada na Repressão a Narcóticos (1ª Denarc – Palmas) e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público.

O delegado Enio Walcácer explicou que o nome da operação, ‘Nexum Carcerem’, faz alusão a uma conexão interestadual de traficantes que atua dentro do sistema prisional buscando a manutenção do narcotráfico na cidade de Palmas e no Tocantins, utilizando as conexões dentro da organização criminosa da qual faz parte.

Drogas apreendidas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.