Tradicional

Campo Beira Cimba é destruído por empresa que diz ser dona do terreno em Araguaína

A área teria sido doada pelo Estado para a Associação de Moradores.

Por Márcia Costa 4.608
Comentários (0)

23/09/2020 15h40 - Atualizado há 1 mês
Máquinas no campo de futebol

O tradicional campo de futebol Beira Cimba, em Araguaína, foi totalmente destruído por máquinas na manhã desta quarta-feira (23). O local é usado para eventos esportivos na cidade há décadas. 

O secretário executivo da Educação e Cultura, Willamas Ferreira, disse ter sido informado por moradores de que o cadeado do campo foi quebrado e o espaço invadido. Máquinas danificaram as traves, bancos, alambrado e ainda escavaram buracos no meio do campo.

Diante da ação, fiscais do Demupe (Departamento de Postura e Edificações) foram acionados e o setor jurídico da prefeitura já tem conhecimento do caso.

"Foi uma área doada pelo Estado à associação pelo então governador Marcelo Miranda e vem sendo utilizada pelo povo desde então. O deputado César Halum direcionou emendas para reformas e a Prefeitura de Araguaína tem feito manutenção no local. Segundo informações de terceiros, a empresa pretende construir um condomínio", disse Eva Abreu, presidente licenciada da associação de moradores.

As máquinas saíram do local depois que a presidente da associação mostrou os documentos comprovando a doação da área. A associação registrou um Boletim de Ocorrência e vai acionar a justiça para exigir os direitos sobre o campo.

O OUTRO LADO

Por outro lado, a Construtora Boa Sorte apresentou uma certidão de inteiro teor expedida pelo Cartório de Registro de Imóveis de Araguaína na qual consta como sendo a legítima proprietária da área. Apesar disso, a empresa afirmou que vai avaliar a autenticidade do documento apresentado pela associação. 

Veja aqui a resposta completa. 

O QUE DIZ A PREFEITURA

Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Araguaína afirmou, em nota, que não autorizou a obra no Campo Beira Cimba e que a Procuradoria do Município está analisando a situação. "Informa ainda que o local foi construído para a comunidade e que registrou boletim de ocorrência contra a empresa, com pedido de reparação dos danos causados pelas máquinas".

A nota ressalta ainda que a Prefeitura mantém em dia água e energia elétrica do local, mas não é proprietária do terreno.

Local é usado para eventos esportivos há décadas
Buraco feito no campo
Máquina usada no campo

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.