Possível negligência

Laudo: Criança diagnosticada com infecção de garganta tinha pneumonia e dengue hemorrágica

O caso foi denunciado ao Ministério Público e à Polícia Civil.

Por Márcia Costa 2.310
Comentários (0)

10/12/2019 08h55 - Atualizado há 1 mês
Karyne tinha 1 ano e 11 meses

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta que a pequena Karyne Gonçalves, de apenas 1 ano e 11 meses, morreu em decorrência de uma pneumonia e dengue hemorrágica em Araguaína (TO).  

A criança faleceu dia 17 de setembro depois de passar pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Hospital Municipal. 

Em denúncia ao Ministério Público Estadual e à Polícia Civil, a mãe disse que a filha foi vítima de negligência médica.

“Eu quero justiça porque a médica não fez os procedimentos corretos para salvar a vida da minha filha. Ela tinha que ter internado a minha filha para que hoje ela estivesse comigo, mas nada fez. Quero justiça para não ficar impune, para que não aconteça com outras mães o que aconteceu comigo (sic)”, disse Gardênia Pereira.

Gardênia Pereira levou a filha à UPA com quadro de febre e vômito e a médica teria receitado apenas dipirona e soro, alegando que seria 'infecção de garganta', segundo a mãe.

Ainda conforme Gardênia, os exames de sangue apresentaram alterações, mas a médica teria dito que não era nada grave e deu alta à paciente.

Já em casa, a criança piorou o quadro de saúde e retornou à UPA, onde vomitou sangue, segundo a mãe. Em seguida, a menina foi transferida para o Hospital Municipal, sofreu várias paradas cardíacas ainda dentro da ambulância e foi internada na UTI Pediátrica, mas não resistiu.

"Já estou com a advogada para levar esse caso adiante. Quero que o MP e delegados olhem a minha situação. Peço justiça, para que essa médica e outra não matem mais crianças e não façam mais vítimas", finalizou a mãe.

A Polícia Civil investiga o caso.

O QUE DIZ A UPA 

"A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araguaína Sul informa que se mantém à disposição da família da paciente citada na reportagem para esclarecimentos e demais informações necessárias, assim como se coloca receptiva aos órgãos responsáveis para as eventuais apurações".

+ Mãe denuncia negligência médica na UPA de Araguaína após morte da filha: 'gritei por socorro'

MÃE PEDE JUSTIÇA!

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.