Boas notícias

Percentual de pacientes já recuperados da covid-19 em Palmas está acima da média mundial

Na capital, 9 estão em isolamento domiciliar e uma paciente segue internada.

Por Nielcem Fernandes 8.071
Comentários (0)

09/04/2020 10h15 - Atualizado há 1 mês
Nove pacientes ainda estão em isolamento domiciliar na capital

Com 15 casos confirmados da covid-19, Palmas é considerada o epicentro da doença no Tocantins. Ao todo são 23 casos do novo coronavírus no Estado, sendo 6 em Araguaína, 1 em Gurupi e 1 em Dianópolis.

O Tocantins segue sem nenhum óbito causado pela doença, o único estado do Brasil

Desde a confirmação da primeira pessoa infectada pelo vírus em Palmas, no dia 18 de março, cinco pacientes já se recuperaram da doença e receberam alta para deixar o isolamento domiciliar, um percentual de 33%.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgados nesta quarta-feira (8), dos 1,095 milhão de infectados no mundo, a taxa de recuperação é de 21,7% (329.731 casos).

Perfil Epidemiológico

De acordo com o Boletim Epidemiológico de Palmas, divulgado nesta quarta (8), dos 15 casos confirmados na capital, três foram infectados no exterior, seis em outros Estados e os demais (seis) após contato com pacientes confirmados e residentes em Palmas (transmissão comunitária).

O coeficiente de Incidência (CI) da doença no Brasil é de 7,5 pessoas contaminadas por cada 100 mil habitantes. Na capital, esse percentual é de 5,1 casos.

Em Palmas, a maioria dos infectados tem entre 30 e 39 anos (cinco casos), 10 pacientes são mulheres e quatro possuem algum outro tipo de comorbidade como hipertensão, diabetes ou problemas cardíacos.

Nove pacientes seguem em isolamento domiciliar e apenas uma paciente está internada em estado grave.

Quando considerar um caso curado pelo Covid-19?

Segundo o Ministério da Saúde, perante diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e conforme experiência e evidências provenientes de outros países, os casos curados são:

  1. Para casos em isolamento domiciliar: casos confirmados que passaram por 14 dias em isolamento domiciliar, a contar da data de início dos sintomas que estão assintomáticos.
  2. avaliação médica, considerando melhora clínica, laboratorial e radiológica.

Contudo, a liberação dos pacientes está sujeita a critérios operacionais do Plano de Contingência local, a qual pode ser feita mediante visita domiciliar e/ou telefone/telemedicina.

Palmas tem 5,1 pacientes contaminados por 100 mil habitantes

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.