Análise

Descrédito da política e pandemia podem gerar abstenção recorde nas eleições de Palmas

O número de eleitores vem aumentando, assim como o desinteresse em votar.

Por Conteúdo AF Notícias 598
Comentários (0)

25/09/2020 17h10 - Atualizado há 1 mês
Nas duas últimas eleições a média de abstenção foi superior a 20% do total dos aptos a votar

As eleições de 15 de novembro devem ocorrer ainda em meio aos efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que, aliado ao descrédito da política e desmotivação do eleitor, devem refletir em um número elevado de abstenção nas urnas, principalmente nas maiores cidades, onde o cidadão tem mais acesso a informações.

A reportagem fez um levantamento sobre o panorama das duas últimas eleições municipais na Capital. Confira.

Eleições 2012

Palmas, o maior colégio eleitoral do Tocantins, tinha 150.526 eleitores aptos a votar no pleito de 2012, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Porém, compareceram às urnas apenas 126.562 votantes. Uma abstenção de quase 16% (23.964).

Foram 120.204 votos válidos, 1.875 brancos e 4.483 nulos. Isso equivale dizer que mais de 30 mil eleitores (20,94%) deixaram de participar ativamente na escolha de um dos sete candidatos a prefeito que concorreram naquele pleito.

2016

Já nas eleições municipais de 2016, o total de eleitores aptos a votar na capital era de 172.344. Destes, 145.487 comparecem às urnas. Mesmo com o aumento de mais de 15% no número de eleitores aptos em relação à última eleição, 26.857 eleitores deixaram de comparecer nas urnas (15,58%). Também chamou a atenção o número de votos brancos (4.065) e nulos (10.385).

Se somados, brancos, nulos e abstenções, deixaram de escolher um dos cinco candidatos a prefeito em Palmas nas últimas eleições o total de 41.307 eleitores, ou seja, mais de 25% do eleitorado.

2020

Segundo os dados do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), 180.524 eleitores estão aptos a votar na capital nas eleições de 15 de novembro, aumento de 4,7% em relação ao último pleito.

Levando em conta os efeitos negativos causados pela pandemia, o evidente desinteresse da população pela política e o número recorde de candidatos que devem disputar as eleições de 15 de novembro, sobretudo em Palmas, onde há mais de 10 concorrentes a prefeito e quase 500 a vereador, a tendência é que mais eleitores deixem de comparecer às urnas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.