Desrespeito

Advogada é constrangida por servidor do INSS no Tocantins; OAB cobra explicações

Por Redação AF
Comentários (0)

30/10/2017 19h07 - Atualizado há 1 mês
A advogada tocantinense Orcidália Martins Feitosa foi constrangida e desrespeitada numa agência do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) em Palmas, nesta segunda-feira (30). O episódio mobilizou integrantes da Procuradoria de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia da OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins). O motivo é que a Justiça Federal em Brasília determinou ao INSS que seja garantido atendimento prioritário aos advogados no exercício da função, ou seja, quando estiverem representando o cidadão. A decisão judicial é de 2015, mas estava suspensa e voltou a vigorar em todo o território nacional no último mês de setembro. Nesta segunda-feira, a advogada Orcidália acompanhava uma cliente logo cedo na agência quando um servidor do INSS, inconformado com a decisão da Justiça, pediu a atenção de todas as pessoas presentes e, em voz alta, avisou repetidamente que "infelizmente" uma determinação judicial dava preferência à advocacia. Ele destacou que quando as pessoas vissem alguém passando à sua frente, esta pessoa era um advogado(a). Desta forma, colocou os populares contra a advocacia. Orcidália disse que ainda tentou explicar que se trata de uma prerrogativa concedida ao profissional da advocacia para buscar a garantia do direito do cidadão. Mesmo assim, ela voltou a ser tratada de forma rude pelo servidor e acabou sendo convidada a se retirar da agência. “O que aconteceu nesta manhã é inadmissível. As prerrogativas estão para ser respeitadas por todos. Não há privilégio, o advogado está representando um cidadão com direito ao benefício social, que por algum motivo teve sua pensão ou aposentadoria travadas pela própria Previdência Social. Lamentamos o que ocorreu e pedimos que a gerência do INSS apresente as necessárias explicações”, destacou o procurador-geral de Defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Marcelo Cordeiro. O procurador de Prerrogativas Rafael Martins e a advogada Alessandra Soares Cezar também estiveram no INSS para se reunir com o gerente da agência e cobrar as devidas providências. Para Orcidália, a advocacia brasileira, e em especial a tocantinense, sofreu flagrante violação de suas prerrogativas funcionais com o fato. Ela agradeceu o pronto respaldo da OAB-TO no caso. “Busquei apoio à Procuradoria de Prerrogativas da OAB Tocantins e de forma célere fui atendida. Inclusive, peço aos demais colegas que não fiquem em silêncio diante de tantas afrontas e desrespeito que estamos passando não pode ser mantido. Parabéns a procuradoria que defendeu de forma brilhante os interesses dos advogados tocantinenses”, ressaltou Orcidália.
ASSUNTOS inss oab-to advogada

Comentários (0)

Mais Notícias

Fato Inusitado

Prefeito diz que se autonomeou secretário de Saúde 'prezando pela economia'

Wesley Camilo disse ainda que não receberá salário pela nova função.

Problemas de saúde

Ex-governador Siqueira Campos deixa UTI e pode retornar ao Tocantins em 10 dias

Ele estava internado em São Paulo para o tratamento de uma pneumonia desde o dia 4 deste mês.

Fim de ano

Mais de 60% das empresas de Palmas devem abrir vagas de emprego temporário

A maior parte das vagas será para empresas do segmento de vestuário (28,3%).

LDO

Governo do Tocantins espera arrecadar R$ 10,2 bilhões nos próximos três anos

Os demonstrativos das metas fiscais para 2019-2021 foram apresentados na Assembleia Legislativa.

Brasil

Carteiro amigo de cachorros faz sucesso com selfies na internet e conta segredo

Ele começou postando fotos e vídeos curtos e atualmente tem mais de 45 mil seguidores no Instagram.

Para 2019

Deputados e senadores do Tocantins têm R$ 15,4 milhões de emendas individuais

As emendas devem priorizar saúde, educação e segurança pública.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.