Operação

Alvo da PF, prefeito diz que recebeu 'visita' com tranquilidade e dispara: 'sou muito macho'

O prefeito informou até seu CPF para quem quiser fazer denúncias contra ele.

Por AF Notícias 2.096
Comentários (0)

17/06/2020 14h35 - Atualizado há 1 mês
Prefeito Armindo Cayres de Almeida

Alvo de operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (17), o prefeito de Sampaio, Armindo Cayres de Almeida, disse que recebeu a "visita" dos agentes com "muita tranquilidade", pois, segundo ele, "quem não deve não teme".

O prefeito - irmão do deputado estadual Amélio Cayres -, é suspeito de receber propina de um esquema criminoso que desviou recursos públicos através de fraudes em licitações, superfaturamento de contratos e corrupção.

O esquema teria desviado recursos do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE).

Logo após a operação, o prefeito divulgou um áudio nas redes sociais comentando a operação e informou até o número do seu CPF, caso alguém queira formalizar alguma denúncia.

"Eu tive uma visita da Polícia Federal na minha residência, nas minhas propriedades, a qual recebi com tranquilidade, muita tranquilidade, porque quem não deve não teme, e é dever das autoridades competentes realizar as averiguações diante de qualquer denúncia. Isso é natural, normal", disse.

Armindo Cayres disse ainda que quem ocupa cargo público está sujeito a investigações. "Só quero deixar bem claro para todo mundo que a minha consciência está limpa e tranquila, e digo a vocês que podem denunciar, fiquem a vontade. Pode vir a Polícia Federal quantas vezes quiser, CGU, Ministério Público. Eu faço questão que denunciem", disse o gestor.

O prefeito afirmou ainda ser "muito macho" para responder a qualquer irregularidade e mandou um recado aos adversários políticos.

"Se, por acaso, acharem alguma irregularidade, eu sou muito macho para responder. Quero deixar bem claro para os adversários, algumas pessoas maldosas que ficam me julgando antecipadamente, que eu não tenho nenhuma preocupação. E esses que estão pensando que, com isso, o Armindo vai desistir da candidatura [à reeleição], enganam-se. Agora é que estou firme e forte para provar que quem não deve não teme", finalizou.

OUÇA O ÁUDIO

 

ENTENDA

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (17) a Operação 'Highline', para desarticular um grupo criminoso responsável por desvios de recursos públicos no município de Sampaio (TO), região do Bico do Papagaio.

Conforme a PF, o nome da operação faz alusão ao veículo possivelmente utilizado pela organização criminosa para o pagamento de propina ao prefeito Armindo Cayres.

Aproximadamente 30 policiais federais cumpriram 7 mandados de busca e apreensão nos municípios tocantinenses de Sampaio, Augustinópolis e Palmas, todos expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

A PF informou que a investigação é um desdobramento da Operação Imhotep, deflagrada em outubro de 2019, que desarticulou uma organização criminosa integrada por ex-assessores parlamentares estaduais, funcionários públicos e empresários, que teriam desviado cerca de R$ 3 milhões em recursos públicos, por meio de superfaturamento de contratos.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.