Caso é investigado

Ameaça de ataque a escola pública no Tocantins preocupa população e autoridades

O adolescente sofreria de esquizofrenia e estaria publicando as ameaças nas redes sociais.

Por Agnaldo Araujo 64.817
Comentários (0)

22/03/2019 10h48 - Atualizado há 8 meses
Cidade de Arapoema

Supostas ameaças feitas por um adolescente de atacar uma escola estadual em Arapoema, norte do Tocantins, gerou temor social e muita preocupação no Tocantins. O caso está sendo acompanhado pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Ofícios encaminhados ao órgão pelo Conselho Tutelar da cidade e pela direção do colégio apontam que o jovem estaria publicando nas redes sociais a intenção de matar alunos nas escolas.

Os documentos também apontam que o autor das ameaças seria portador de esquizofrenia. Procurado pela reportagem, o Conselho Tutelar de Arapoema não quis comentar o caso.

"Aportou na Promotoria de Justiça de Arapoema ofícios informando de possíveis intenções de ataques a estabelecimentos de ensino, como do acontecido em Suzano (SP) e diante do temor social da repetição de atos violentos em escolas estaduais e municipais. Consta que o adolescente estaria publicando nas redes sociais o seu intento de matar alunos", diz o promotor de Justiça Caleb de Melo Filho

Após ser acionado, o MPE instaurou um procedimento investigatório e solicitou que a Polícia Militar de Arapoema realize rondas preventivas nas imediações de escolas públicas do município.

Também requereu que a Polícia Civil instaure inquérito e eventuais medidas preventivas. Quanto às unidades de saúde do município, o MPE pediu informações sobre atendimentos e possível ausência de medicamentos para o jovem. Caso ele esteja interditado, o órgão requereu laudo médico comprovando.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e aguarda retorno.

Arraias (TO)

O temor de ataques em escolas aumentaram principalmente após o massacre ocorrido em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, que deixou 10 mortos, sendo oito inocentes e os dois criminosos.

O MPE, inclusive, já recomendou que providências sejam adotadas para garantir uma segurança mais efetiva nas escolas públicas estaduais localizadas no município de Arraias, sul do Tocantins. Pais, alunos e representantes de escolas já defendem segurança armada nas unidades.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.