Certame anulado!

AOCP vai recorrer contra rescisão contratual e anulação de concurso da PM-TO

A banca também disse que ainda não foi notificada formalmente sobre a rescisão contratual.

Por Redação 1.620
Comentários (0)

16/04/2019 17h10 - Atualizado há 1 ano
Concurso da PM foi anulado

A AOCP Concursos Públicos, banca organizadora do certame da Polícia Militar do Tocantins, afirmou em nota que ficou surpresa com a decisão do Governo de anular o concurso.

A banca também disse que ainda não foi notificada formalmente sobre a rescisão contratual e que prestou todas as informações e esclarecimentos sobre as tentativas de fraudes praticadas por uma “quadrilha criminosa especializada em fraudar concursos”.

Conforme a nota, a empresa utilizará de todos os meios administrativos e judiciais para comprovar a inexistência do descumprimento contratual.

O certame da Polícia Militar ofereceu 1.000 vagas para soldados e 40 para oficiais. No total, 86.523 inscrições foram deferidas. A primeira etapa das provas foi realizada no dia 11 de março de 2018 em 17 municípios do estado.

A anulação foi anunciada pelo Governo do Estado em entrevista coletiva à imprensa nesta terça-feira (16) em razão de fraudes durante a aplicação das provas.

NOTA NA ÍNTEGRA

"Em relação à decisão de anular o concurso para oficiais e soldados, tomada pela Polícia Militar do Estado do Tocantins, temos a esclarecer que não fomos notificados formalmente sobre a rescisão contratual.

Entretanto esclarecemos que essa rescisão nos surpreendeu, uma vez que prestamos todas as informações e os esclarecimentos sobre as tentativas de fraudes praticadas por uma quadrilha criminosa especializada em fraudar concursos.

A AOCP CONCURSOS, em momento algum, descumpriu as cláusulas contratuais. Ao contrário, utilizou mais mecanismos de segurança do que os previstos em contrato, fato esse que contribuiu efetivamente para impedir que a tentativa de fraude se concretizasse.

Foi nossa equipe, inclusive, que apreendeu os celulares, além de ter identificado os suspeitos (os quais foram eliminados do certame) mediante meios estatísticos próprios. Informamos que utilizaremos todos os meios administrativos e judiciais para comprovar a inexistência do descumprimento contratual".

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.