Granol

Após operar em baixa, empresa do ramo de soja pretende dobrar produção este ano no Tocantins

Empresa tem complexo industrial, quatro unidades armazenadoras e uma comercial.

Por Redação 5.518
Comentários (0)

28/02/2020 16h39 - Atualizado há 1 mês
Empresa gera 380 empregos diretos

Após um período operando bem abaixo da capacidade, a Granol pretende dobrar sua produção em 2020 no Tocantins, com a industrialização de 400 mil toneladas de soja anual.

A informação foi repassada pelos executivos da empresa ao secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) e presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, durante visita ao complexo industrial de Porto Nacional, realizada nesta sexta-feira (28).

Segundo o gerente administrativo, Jordel Machado, a empresa industrializou no ano passado 218 mil toneladas de soja, número bem abaixo de sua capacidade instalada, que chega a 750 mil toneladas/ano. 

O gerente administrativo reiterou ao secretário Tom Lyra que a meta da empresa para este ano é aproveitar a capacidade instalada e dobrar a produção em relação a 2019.

Hoje precisamos da parceria público-privada, dos benefícios fiscais para continuar com os investimentos, continuar operando e crescendo no Estado”, afirmou.

Beneficiada desde 2005 com o Programa Proindústria (Lei. 1.385/2003), destinado às indústrias transformadoras de matéria-prima, a empresa entrou com o processo de pedido de renovação do Tare (TermoS de Acordo de Regime Especial), que vence em setembro deste ano, junto à Secretaria da Fazenda e Planejamento (Sefaz).

Além do complexo industrial de Porto Nacional, a empresa conta com quatro unidades armazenadoras que estão instaladas em: Figueirópolis, Marianópolis, São Valério de Natividade e Porto Nacional, e uma unidade comercial em Aguiarnópolis.

Considerada estratégica por estar instalada no centro do eixo de produção-exportação representado pela BR-153, a unidade industrial de Porto Nacional produz, a partir do esmagamento da soja, óleo degomado, biodiesel, licentina e glicerina, produtos que abastecem o mercado interno e externo. O secretário Tom Lyra conheceu as instalações do complexo industrial, que conta ainda com a maior capacidade instalada para a produção de biodiesel do País.

O secretário Tom Lyra destacou a importância da Granol no Estado por contribuir com a arrecadação tributária e gerar emprego e renda. Atualmente, a unidade de Porto Nacional emprega 275 pessoas, sendo que a maior parte da mão de obra é local. Em todo o Estado, são 380 empregos diretos gerados.

A Granol reflete este momento econômico que o Estado do Tocantins vive favorável ao crescimento das empresas instaladas ou recém-chegadas. O governador Mauro Carlesse busca apoiar e incentivar empresas como estas que trazem desenvolvimento e crescimento econômico para o Estado”, afirmou o secretário.

Marcelo Landa apresenta produtos produzidos pela unidade de Porto Nacional a Tom Lyra

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.