Paralisação

Auditores fiscais do Tocantins cruzam os braços por 24h contra 'descaso' do governo

O secretário da Fazenda, Sandro Henrique nunca recebeu os auditores para reunião.

Por Raimunda Costa 818
Comentários (0)

13/12/2018 11h15 - Atualizado há 1 ano
Protesto dos auditores

Auditores fiscais do Tocantins realizam nesta quinta-feira (13), uma paralisação de 24 horas em todo o Estado contra, segundo eles, o 'descaso' com que o secretário da Fazenda, Sandro Henrique, e o próprio governo tem tratado os servidores da Receita Estadual. 

O protesto é organizado pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins (Sindare) e começou às 8h desta quinta e será encerrado no mesmo horário de sexta-feira (14).

Como ação social, os auditores vão fazer doação de sangue no Hemocentro. 

De acordo com auditores, o secretário havia marcado uma reunião com a categoria para a última segunda-feira (10), no entanto, "sem qualquer justificativa plausível, não compareceu".

"Já não é a primeira vez que isto acontece. Aliás, o secretário Sandro Henrique, dificilmente comparece à sede da Sefaz, o que também demonstra um descanso com a própria instituição responsável pela arrecadação tributária do Estado. Lamentamos mais uma vez que a história se repita. Após sete anos de congelamento salarial, os auditores agora se veem também sem a verba de ressarcimento por atividades fiscais, prevista em lei”, criticam os classistas.

O presidente do Sindare, Jorge Couto, afirma que a partir de agora os auditores "planejam ações mais contundentes". "O Sindare está em assembleia geral permanente desde o dia 29 de novembro e tem feito manifestações de protesto na sede da Sefaz desde então”, lembrou.

O Governo ainda não se manifestou sobre a paralisação. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.