Circulou nas redes

Boato faz terrorismo com vacina contra Covid-19 em Araguaína; enfermeiro não morreu

O caso foi amplamente divulgado nas redes sociais através de áudios e imagem.

Por Redação 3.534
Comentários (0)

26/01/2021 15h26 - Atualizado há 1 mês
Paciente sendo vacinado

É falso que um enfermeiro e pastor faleceu após tomar a vacina contra a covid-19 em Araguaína, norte do Tocantins. O boato foi desmentido pela prefeitura e também pela igreja onde o homem supostamente pregava.

O boato foi amplamente divulgado nas redes sociais através de áudios e imagem. “Ontem a tarde ele tomou a vacina, de madrugada deu reação e hoje pela manhã ele faleceu”, afirma um homem numa gravação.

Em um segundo áudio, outra pessoa afirma que o homem era enfermeiro e pastor ligado à igreja Assembleia de Deus Madureira em Araguaína.

Já na imagem compartilhada aparece a foto de homem, sem nome, mas com “luto” na parte superior, 19/09/1958 como data de nascimento e 20/01/2021 como data da morte. Na parte inferior está escrito “descanse em paz”.

Conforme a Prefeitura de Araguaína, a data de falecimento indicada na publicação é de um dia antes ao início da vacinação na cidade, que ocorreu no dia 21 de janeiro de 2021.

O pontapé inicial da vacinação ocorreu no dia 20, mas foi apenas de modo simbólico. Os vacinados na ocasião foram a técnica em enfermagem Deuzelia Vieira de Sousa e o médico Gustavo Lira Leite.

Já no dia seguinte, 143 pessoas foram imunizadas, entre profissionais de saúde e idosos.

“Além disso, o nome do suposto enfermeiro que foi divulgado não consta na lista de pessoas imunizadas e nenhuma complicação após a aplicação da vacina foi registrada na cidade”, finaliza a Prefeitura de Araguaína.

Pelas redes sociais, a igreja Assembleia de Deus Madureira também desmentiu a suposta morte. “O pastor referido não é da igreja Assembleia de Deus Madureira de Araguaína e também não é da Madureira da região”, frisou.

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.