Belezas naturais

Com mais de 30 cachoeiras, Wanderlândia pode ser a Capital Turística da região norte

O objetivo é colocar Wanderlândia no mapa turístico do Tocantins.

Por Redação 4.477
Comentários (0)

16/04/2019 15h49 - Atualizado há 9 meses
Cachoeira do Tempero em Wanderlândia

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a prefeitura de Wanderlândia iniciaram as tratativas para a construção do projeto de desenvolvimento do Polo Turístico do município. A instituição de ensino atuará por meio do curso de turismo.

Os ajustes para o início do projeto foram realizados durante reunião entre professores, acadêmicos da UFT e o secretário municipal de Governo, Turismo e Cultura, Junior Luiz. “Nós temos um potencial muito grande para o ecoturismo e precisamos explorar essa alternativa como forma de fomentar a nossa economia”, explicou o gestor.

A cidade de Wandelândia tem mais de 30 cachoeiras catalogadas pelo Ministério do Turismo. Algumas já atraem turistas de outros Estados, como é o caso da Cachoeira do Tempero e a do Apertado da Hora.

Esses lugares atraem amantes da natureza e do turismo de aventura, além disso, moradores da região já procuram os locais atraídos pelas belezas naturais e pelos poucos restaurantes existentes na região”, disse Junior Luiz.

O objetivo da prefeitura é colocar Wanderlândia no mapa turístico do Tocantins e transformar a cidade na Capital Turística do Bico do Papagaio. “O desenvolvimento do trade local é imprescindível para conseguirmos atrair um número maior de turistas”, finalizou o secretário.

Reunião

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.