Tocantins

Coren-TO denuncia assédio em UTIs e falta de profissionais de enfermagem no HGP e maternidade

Ações de fiscalização foram intensificadas devido às frequentes denúncias.

Por Redação 837
Comentários (0)

04/06/2024 16h09 - Atualizado há 1 mês
Hospital Geral de Palmas

Notícias do Tocantins - O Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins (Coren-TO) disse que constatou diversas irregularidades nos serviços terceirizados pelo governo no Hospital Geral de Palmas (HGP) e também no Hospital e Maternidade Dona Regina.

Segundo o Coren, as ações de fiscalização realizadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede estadual de Saúde do Tocantins foram intensificadas nos últimos meses em função de frequentes denúncias.

As inspeções apontaram déficit de profissionais de enfermagem, o que, segundo o Coren-TO, compromete a qualidade da assistência prestada e a segurança dos usuários, resultando em sobrecarga de trabalho nas UTIs, com técnicos atendendo mais pacientes do que o permitido por lei.

O departamento de fiscalização também se deparou com atrasos na reposição de insumos (seringas, luvas e toucas) e com relatos de assédio moral contra os trabalhadores. As condições de repouso foram classificadas como inadequadas e a alta rotatividade nas UTIs chamou a atenção negativamente. Além disso, a remuneração paga aos profissionais contratados pela empresa terceirizada está abaixo do piso nacional da categoria.

A pedido do Coren, o Ministério Público  (MPTO) realizou, no início do mês de maio, uma audiência com representantes da Secretaria Estadual de Saúde para tratar de irregularidades apontadas pelo departamento de fiscalização do conselho na prestação de serviços nas UTIs. Na ocasião, a SES se comprometeu a cobrar das empresas que corrigissem os problemas, no entanto, o Coren disse observar que não houve melhoria desde então.

Uma nova audiência administrativa foi agendada pelo MPTO para o dia 18 de junho com o intuito de verificar se houve avanços nas providências por parte da SES e da empresa terceirizada pelo Governo do Tocantins.

Segundo o departamento de fiscalização do Coren-TO, o trabalho de inspeção e cobrança por melhorias continuará sendo feito até que sejam garantidas melhores condições de atendimento aos pacientes e de trabalho aos profissionais de enfermagem.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.