Luto

Corpo de tocantinense morto na tragédia de Brumadinho será enterrado em Filadélfia

Wanderson é natural de Filadélfia e trabalhava há 13 anos na Vale.

Por Nielcem Fernandes 5.645
Comentários (0)

30/01/2019 12h29 - Atualizado há 8 meses
O corpo do tocantinense chegou de avião a capital por volta das 10:30h da manhã

O corpo do operador de máquinas Wanderson Soares Mota, de 32 anos, que morreu após o rompimento da barragem na mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), chegou ao Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas, na manhã desta quarta-feira (30) e já está a caminho de Filadélfia, região norte do Estado, onde será velado e sepultado.

Segundo a família da vítima, as despesas com o transporte aéreo foram custeadas pela mineradora Vale. Wanderson trabalhava há 13 anos na empresa.

A família está em choque desde a confirmação da morte do operador de máquinas na última segunda-feira (28). Assim que as buscas por desaparecidos começaram, logo após a tragédia, a esperança da família era que Wanderson fosse encontrado com vida.

Até o momento foram confirmadas 65 mortes e outras 288 pessoas continuam desaparecidas. Esse já é considerado o maior desastre ambiental do país. As buscas por corpos e sobreviventes continuam na região de Brumadinho.  

O operador está entre as 65 vitimas fatais confirmadas até o memento

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.