Repercussão

Deputados comentam tiros na casa de vereador; Cayres defende prefeito e Fabion critica

Cayres destacou as qualidades de Parente e deixou claro que repudia a ação.

Por Redação 1.858
Comentários (0)

10/04/2019 14h21 - Atualizado há 2 anos
Prefeito de São Bento, Ronaldo Parente (PSDB)

O deputado estadual Amélio Cayres (SD) saiu em defesa do prefeito de São Bento, Ronaldo Parente (PSB) durante a sessão desta quarta-feira, 10, no Plenário da Assembleia Legislativa. O prefeito atirou na residência do vereador Adelsim do Povo (PP) após uma discussão através das redes sociais.

Os disparos ocorreram na noite desta terça-feira (9). No momento da ação, estavam na residência duas crianças, de 3 e 7 anos, filhos do parlamentar, uma sobrinha de 22 anos e a sogra de 58 anos. Felizmente, ninguém se feriu.

O pronunciamento de Cayres ocorreu após uma fala do deputado estadual Fabion Gomes (PR), que discursou da Tribuna da Casa condenando a atitude do Prefeito.

“O Vereador não me apoiou, mas como representante daquele povo e sabendo que as autoridades é que precisam manter a paz na cidade, pra mim é um absurdo que a maior autoridade da cidade não suporte críticas. Principalmente de vereador, que também é autoridade”, disse. 

Ainda durante seu discurso, Fabion Gomes afirmou que o comportamento do gestor municipal não é correto para a figura de um prefeito. “Por mais que a crítica seja dura, por mais que um vereador seja chato, enjoado, o prefeito não pode agir nesses termos. Foi uma ação desastrosa, infeliz e irresponsável”, completou.

Em seu pronunciamento de defesa, Cayres destacou as qualidades de Parente e deixou claro que repudia a ação. Porém, reforçou seu apoio ao prefeito. “Quando um cara pacato tipo o Ronaldo vem a entrar numa situação dessas, só Deus sabe o tanto que vereador deve ter enchido o saco e provocado pra chegar nessa situação, embora não justifique atitude”. 

O deputado estadual chegou a chamar o vereador que foi vítima de “covarde” e destacou que situações como essa “podem ocorrer com qualquer um de nós”. 

“Venho repugnar o momento, mas entrar em defesa do meu prefeito, que é um cara honrado, um cara honesto. Houve esse erro que qualquer um de nós pode fazer em um estado emocional. Pode acontecer com qualquer um de nós. Quem ouviu o áudio viu que o vereador provocou e convidou o prefeito para o acerto. O cara é tão covarde que combinou e fugiu de casa. Deixou a família exposta. Quem é homem defende a família”, disse.   

Durante a discussão, a deputada estadual Amália Santana (PT) se posicionou contrária a atitude do prefeito. “Não tem que esperar acontecer o pior não. As autoridades precisam ir lá e recolher a arma, porque (o prefeito) já mostrou que não tem emocional, antes que ocorra algo mais grave”, disse.

Veja o debate na íntegra, a partir de 1h05min, no link.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.