Corrupção

Dois prefeitos são afastados pela Justiça no Tocantins por suspeita de receberem propina

A Polícia Federal cumpre vários mandados de busca e apreensão em três cidades.

Por AF Notícias 1.732
Comentários (0)

05/08/2020 08h44 - Atualizado há 2 meses
PF na Prefeitura de Peixe (TO), onde o prefeito foi afastado

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, determinou o afastamento da função pública dos prefeitos dos municípios de Cristalândia do Tocantins, Cleiton Cantuário Batatinha (PSB), e de Peixe, José Augusto Bezerra Lopes (DEM).

Os gestores são suspeitos de receberem propina de uma empresa que presta serviços de transporte escolar nos municípios desde 2017.

Na manhã desta quarta-feira (5), a Polícia Federal deflagrou uma operação para cumprir 9 mandados de busca e apreensão nas cidades de Aliança do Tocantins, Peixe e Cristalândia.

Também foi determinado o afastamento do cargo de um servidor público que atua como chefe de licitações. A justiça ainda decretou a prisão de um empresário que mora em Aliança do Tocantins que teria vencido a licitação mediante fraude e direcionamento. A investigação apontou ainda que a empresa contratada pelas prefeituras seria de fachada, pois não tinha nenhum funcionário.

Aproximadamente 40 policiais federais participam da Operação Direct. Os contratos investigados somam mais de R$ 13 milhões. 

Conforme a PF, o empresário realizava depósitos e transferências de valores para os prefeitos, no mesmo período em que ocorreram as contratações.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude à licitação, desvio de verbas públicas, corrupção ativa, corrupção passiva e associação criminosa, cujas penas somadas podem ultrapassar 30 anos de prisão.

O OUTRO LADO

Em nota, a Prefeitura de Peixe disse que está colaborando com todas as informações necessárias e também está à disposição da justiça. "Todo o procedimento licitatório está dentro da legalidade", diz. 

A nota afirma ainda que o prefeito José Augusto Bezerra Lopes irá recorrer da decisão de afastamento preventivo.

A Prefeitura de Cristalândia ainda não enviou nota à imprensa.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.