Projeto

Em meio a disputa, pequi pode virar patrimônio cultural e gastronômico do Tocantins

Fruto também é tema de recente disputa entre MG e GO.

Por Redação 645
Comentários (0)

19/02/2021 16h25 - Atualizado há 3 dias
Pequi

Um projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa torna o Pequi Tocantinense patrimônio cultural, gastronômico e ambiental do Estado. 

Autora da proposta, a deputada Luana Ribeiro ressalta que o pequi faz parte da identidade cultural do Tocantins e está presente na mesa e na vida de grande parte dos tocantinenses.

Eu não tenho dúvida nenhuma que o pequi é legitimamente tocantinense, está em cada praça, rua, em cada município do estado do Tocantins, inclusive temos uma cidade que se chama Pequizeiro”, afirmou. 

Conforme o projeto, essa é uma forma de reconhecer a importância do pequi como símbolo tocantinense, já que o fruto é típico do estado, encontrado principalmente nas regiões central, sul e sudeste do Tocantins.

Devido à grande importância para o Tocantins, o fruto originou o nome da cidade de Pequizeiro, localizada a 250 km de Palmas, em razão ao grande número de árvores do fruto que tinha na localidade e das diversas atividades que eram realizadas sob a sombra dos pequizeiros.

Veja também

Tema de recente disputa entre MG e GO

Em 4 de fevereiro, o deputado federal Delegado Marcelo de Freitas (PSL-MG) apresentou projeto para que Montes Claros (MG), distante 424 km de Belo Horizonte, receba o título de "Capital Nacional do Pequi”.

A resposta do deputado José Nelto (Podemos-GO) foi imediata. Após ser acionado pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), o parlamentar apresentou no dia 8 um projeto na Câmara dos Deputados que torna o "Pequi Goiano" patrimônio cultural, ambiental e ecológico nacional.

Trem, pequi e pão de queijo

No Twitter, Caiado, utilizando um linguajar tipicamente mineiro, ironizou a iniciativa de Freitas para declarar Montes Claros "Capital do Pequi".

Já vamos fazer um acordo aqui: a gente deixa o 'trem' e o pão de queijo para vocês mineiros, e em troca ninguém mexe no nosso pequi. Combinado?", disse.

Caiado afirmou ainda que estava "rolando de rir no chão" porque o pequi está no "DNA goiano". "Muito mais que símbolo de nossa culinária, (o pequi) faz parte de nossa cultura. Acionei o deputado José Nelto (Podemos-GO) para mobilizar nossa bancada."

Nascido em Goiás; produzido em Minas Gerais

O pequi (Caryocar brasiliense) é encontrado em quase todo o centro-oeste brasileiro e em partes de Rondônia, Tocantins, Pará, Maranhão, Piauí, Bahia, São Paulo e Paraná.

A produção brasileira do fruto, porém, está concentrada, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em:

- Minas Gerais, com cerca de 80% do total, ou 14.815 toneladas anuais;

- Goiás, com aproximadamente 14% da produção nacional, ou 2.623 toneladas;

- E Ceará, com 1.018 toneladas produzidas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.