Que nojo!

Estudante encontra barata dentro de marmitex servido aos acadêmicos da UFT de Araguaína

Empresa responsável também abastece o Restaurante Popular da cidade.

Por Agnaldo Araujo 5.796
Comentários (0)

22/06/2020 15h25 - Atualizado há 8 meses
Barata no marmitex

Uma estudante afirmou ter encontrado uma barata em um marmitex servido pelo restaurante universitário da Universidade Federal do Tocantins, campus de Araguaína. O caso ocorreu na última sexta-feira (19) e gerou revolta.

O restaurante é abastecido pela empresa Grill Tropical, que está servindo a alimentação em marmitexs durante a pandemia. A empresa é a mesma contratada pela Prefeitura de Araguaína para fornecer alimentação no Restaurante Popular da cidade.

A estudante relatou ao AF Notícias que buscou o marmitex por volta do meio-dia da sexta e avistou a barata no meio da feijoada enquanto se alimentava juntamente com a filha, de apenas 8 anos. Em seguida, ela procurou a UFT e, posteriormente, o Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFT). A jovem pediu para não ser identificada.

O DCE lamentou o ocorrido em uma rede social e disse que os estudantes vêm reclamando da baixa qualidade da comida há tempos. “O que teve na marmita de sexta para os alunos de Araguaína? BARATA”, postou. 

Ao AF, a secretária do DCE, Roberta Martins Carreira, reiterou que são frequentes as reclamações dos estudantes em relação à refeição servida.

Segundo ela, os acadêmicos relatam que já receberam marmitex, durante a pandemia, com carne crua e o feijão, a salada e o arroz azedos.

Antes da pandemia, quando todos se alimentavam no prédio do Restaurante Universitário, ela contou que já teriam sido encontradas larvas na salada e objeto parecido com casco de caramujo no feijão.

É inaceitável ser esse o tipo de comida servida aos estudantes e servidores da UFT”, disparou Roberta Martins.

O QUE DIZ A UFT

Em resposta à publicação feita pelo DCE, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proest) da UFT informou que a universidade já tem conhecimento da situação e as medidas cabíveis estão sendo tomadas.

NÃO É A 1ª VEZ 

O restaurante já chegou a ser interditado em abril de 2019 após uma barata ter sido encontrada dentro de um marmitex e denúncias feitas por clientes em relação a várias irregularidades.

Após as denúncias, os fiscais da Vigilância Sanitária do município foram até o local e constataram irregularidades no ambiente onde os alimentos eram manipulados. Além de não seguir as normas sanitárias, o estabelecimento também não funcionava em área habilitada pelo alvará.

Após a interdição, o Grill realizou as adequações necessárias e o restaurante foi reaberto.

O OUTRO LADO

O AF Notícias tentou fazer contato com os responsáveis pela empresa Grill Tropical através da sua página no Facebook e também pelo telefone que consta em imagens do estabelecimento - (63) 3412 - 3314, mas sem sucesso. O espaço continua aberto para esclarecimentos. 

VEJA TAMBÉM

+ Restaurante de Araguaína é interditado após barata ser encontrada em marmitex

Post do DCE
Resposta da Proest

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.