Vacinação

Faltam vacinas contra DTP, raiva e hepatite nos postos de saúde em Araguaína

Por Redação AF
Comentários (0)

15/01/2016 16h59 - Atualizado há 1 mês
Está em falta algumas vacinas no Pólo de Imunização de Araguaína (TO). Na última semana, o Ministério da Saúde encaminhou a nota informativa à Secretaria Municipal de Saúde informando que não haverá distribuição em janeiro de alguns lotes como DTP, vacina contra a raiva, hepatite A e outras. O não atendimento regular das demandas mensais estaduais de algumas vacinas em falta foi comunicado pela Secretaria Municipal de Saúde de Araguaína, através do Ofício Circular GAB/SUPAB/SMS Nº 045/2016, para a 5ª Promotoria de Justiça de Araguaína, Vara e Procuradoria da Infância e Juventude, do Ministério Público Estadual (MPE), Conselho Municipal de Saúde de Araguaína e Ouvidoria do Município. A distribuição de vacinas está com calendário atrasado em todo o Brasil e o ofício circular, com o comunicado do Ministério da Saúde, foi encaminhado para secretarias de todas as regiões do País. A vacina tríplice bacteriana de células inteiras (DTP) que protege a criança contra três doenças graves: difteria, tétano e coqueluche, não foi distribuída, segundo o Ministério, devido a indisponibilidade nos mercados nacional e mundial. Neste período sem a DTP, a orientação é substituir temporariamente pela vacina Pentavalente. Algumas como a hepatite A aguardam processo de desembaraço alfandegário. Agendamento
O secretário da Saúde, Jean Coutinho, ressalta que a Secretaria da Saúde, apesar do déficit de alguns imunobiológicos, tem trabalhado para imunizar o máximo da população e tem priorizado os grupos vulneráveis. “Estamos com as equipes voltadas a atender a população da melhor forma possível afim de atenuar esse problema”, disse.De acordo com a coordenadora interina do Centro de Imunização, Antônia Neta Macedo, a comunidade deve ficar atenta aos agendamentos nas unidades básicas de saúde (UBS). “Algumas vacinas, por exemplo a BCG, após abertas deverão ser utilizadas em seis horas, após esse prazo ela perde a validade. Por isso, estamos agendando os pacientes, para que não haja perdas de doses. Outra estratégia que está sendo utilizada é o remanejamento de doses, tudo para garantir a vacinação de rotina das crianças até que os estoques sejam regularizados pelo MS”, explicou.

Comentários (0)

Mais Notícias

Inusitado

Prefeito se autonomeia como secretário de Saúde em município do Tocantins

A cidade fica no nordeste do Tocantins e tem aproximadamente 2,8 mil habitantes.

15 de outubro

Dia do Professor: 4 situações desanimadoras na rotina da profissão no Brasil

Violência e a desvalorização estão entre os itens que desestimulam estudantes interessados em formar na profissão.

Palmas

Ex-assessor de Gilmar Mendes faz palestra em Encontro da Advocacia Municipalista

O Encontro é voltado para todos os públicos e entrada será gratuita.

E sumiu...

Tocantinense que se candidatou a deputada em Brasília recebeu só dois votos

Procurada pela coluna, Laís não foi localizada para comentar sobre o seu desempenho nas urnas. 

Curiosidade

A pequena cidade onde Bolsonaro e Haddad tiveram a mesma votação no 1º turno

Com o empate nas urnas, a pequena cidade passou a viver dias de tensão.

Sortudo

Apostador de Marabá (PA) ganha sozinho prêmio de R$ 27 milhões da Mega-Sena

O próximo sorteio da Mega-Sena está marcado para o dia 17 de outubro.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.