Tocantins

Filho mais velho de Siqueira Campos anuncia pré-candidatura a governador em 2022

Aos 65 anos, Siqueira Júnior afirmou que tem conhecimento e vontade.

Por Conteúdo AF Notícias 6.362
Comentários (0)

25/10/2021 17h30 - Atualizado há 1 mês
Siqueira Júnior disse que não é filhinho de papai e nem o candidato do Siqueira

O filho mais velho do ex-governador Siqueira Campos, um dos maiores protagonistas da luta pela criação do Estado do Tocantins, anunciou que é pré-candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2022.

Aos 65 anos, José Wilson Siqueira Campos Júnior, ou Siqueira Júnior, como é mais conhecido, revelou ao AF Notícias que ainda não está filiado a nenhuma legenda, mas já estuda algumas propostas. Ele afirmou que conhece bem o Tocantins e cada político desse estado.

“Eu sou pré-candidato, sim. Eu conheço o Tocantins a fundo, conheço todos os políticos, desde onde eles saíram e sei até para onde vão. Sei que muitos ainda vão para a cadeia, infelizmente a maioria", afirmou.  

Siqueira Júnior disse que resolveu colocar seu nome na disputa por não enxergar muita disposição ou capacidade nos nomes que revelaram suas intenções ao Palácio Araguaia.

“Destes que estão aí, os que têm capacidade, não tem vontade de fazer nada, apenas projetos de poder. E os que não têm capacidade, mas apenas vontade, não sabem como fazer. Então o Tocantins está numa cilada. Não querendo ser superior a ninguém, eu não vejo hoje ninguém com quilate para transformar o Estado no que ele realmente precisa”, disparou.

O primogênito do ex-governador defende que o Estado deixe de ser dependente da economia primária, cuja base é o serviço público, e passe a ter uma economia baseada na geração de emprego e renda nos setores da indústria, comércio e serviços.

“Não tem nenhum desses políticos que tem projeto de 20, 30 anos para o Estado. O que existe é projeto de poder. Estou com 65 anos e não consigo mais viver minha vida vendo o Tocantins, um estado rico, com a maioria das pessoas pobres. E a cada vez essa lacuna entre ricos e pobres aumentando”, declarou Siqueira Júnior.

Ele fez questão de destacar que não visa nenhuma vantagem financeira ou política. “Resolvi participar para ver se a gente consegue arrumar isso, pois tenho conhecimento e tenho vontade”, concluiu.

PARTIDOS

Ao ser questionado sobre as articulações partidárias, Siqueira Júnior disse que vai escolher sua legenda de forma criteriosa para não iniciar na política com o pé esquerdo, e citou algumas de suas preferências: PRTB, Democratas e Republicanos.

"Isso é outro problema. Não vou generalizar, mas a grande maioria dos partidos são quadrilhas. Quadrilhas de bandidos. Os poucos que sobraram eu estou conversando. Falo isso, pois eu sei quem são e quais são as quadrilhas. Sei que tem partidos envolvidos até com o PCC no Tocantins. O negócio está muito pior do que você imagina. Até para você entrar na política você tem que escolher o menos pior. O PRTB é um partido, o Democratas é outro, o Republicanos é outro. E tem outros partidos que a gente tem a possibilidade de ingressar”, explicou.

PORQUE AGORA?

Apesar de o Tocantins já ter mais de 30 anos de criação, o filho mais velho do ex-governador explicou que não entrou antes nas trincheiras da política, pois a família estava muito bem representada pelo irmão mais novo, Eduardo Siquera Campos, e pelo próprio pai. Siqueira Júnior disse que nunca esteve ausente e que sempre participou ativamente do desenvolvimento do estado e da capital, Palmas.

“Nunca estive ausente. Participei da criação de grandes projetos implantados em Palmas e inclusive da criação do Estado. Participação efetiva. Eu tive o prazer de trabalhar com meu pai na articulação política durante a criação do Tocantins, nos bastidores e na articulação em Brasília. Esse Projeto Orla que você vê aí na capital também é criação minha. Sempre trabalhei na equipe do meu pai, sem salário, era aquela coisa por amor mesmo, desde antes de o Estado ser criado”, destacou.

‘DEPUTADOCRACIA’

O neologismo criado pelo pré-candidato declarado foi utilizado na conversa para criticar a postura dos parlamentares da Assembleia Legislativa. Siqueira Júnior disse que pretende acabar com os ‘cabides’ eleitorais e disse que veio para quebrar esse paradigma.

“Hoje, cada deputado desses aí tem em média 600 empregos dentro da administração pública, isso sem contar os seus gabinetes. É uma Deputadocracia. Ao invés de fazerem leis para melhorar a qualidade de vida da população, eles pagam cabos eleitorais, chefes de comunidades e de bairros para furar fila de hospital, para fazer isso e aquilo. Eu quero quebrar esse paradigma” pontuou.

NÃO SOU FILHINHO DE PAPAI

Já sobre a ‘benção’ do pai para que ele entre na política, Siqueira Júnior declarou que não é filhinho de papai e que não é o candidato do Siqueira Campos.

“Eu sou um pré-candidato, mas ainda é prematuro. Eu não posso hora nenhuma falar por ele, colocar palavras na boca dele, mas tenho certeza que ele vê com bons olhos. Sempre trabalhei nos bastidores, mas agora é como uma convocação e eu não posso me furtar. Eu não vou atrás de ninguém, deputado, senador, de ninguém. Vou lançar uma candidatura pura para que eu possa trabalhar. Não posso vender a alma para o diabo como todos fazem. Não sou candidato do meu pai. Quero que isso fique bem claro. Eu não sou filhinho de papai. Sou trabalhador e tive a vida dura. Sempre soube separar as coisas”, enfatizou.      

Projetos de Governo

“Você não vai ver aqueles projetinhos iguais de banco, bonitinhos, pois isso é uma palhaçada. A gente sabe o que tem precisa ser feito, que é desenvolver a economia em seu todo. Não podemos ficar apenas com o setor agropecuário, a mineração e a produção de energia elétrica bancando o ICMS do estado e as prefeituras queimando empregos. Isso não funciona! Estou vindo para isso, para mudar essa postura. Temos projetos que incluem os investimentos de outros países como fazia o meu pai”, finalizou.

Siqueira Júnior disse que não pode colocar palavras na boca do pai, mas espera apoio a sua decisão

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.