Ministério Público

Hip-hop será utilizado na prevenção da depressão entre jovens de periferia no Tocantins

O público-alvo são adolescentes de 14 a 15 anos, de três escolas públicas de Palmas.

Por Redação
Comentários (0)

02/07/2019 14h30 - Atualizado há 1 ano
Campanha será lançada pelo Ministério Público do Tocantins

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) lança nesta quinta-feira (4), às 9h, em sua sede, na cidade de Palmas, mais uma etapa do projeto 'Cultura MP', cujo objetivo é implementar ações de prevenção à violência institucional, o preconceito e à discriminação de jovens de periferia, utilizando a cultura hip-hop como instrumento de interlocução.

A promotora de Justiça Zenaide Aparecida da Silva, titular da 21ª Promotoria de Justiça da Capital e idealizadora do projeto, conta que esta etapa visa, especificamente, a prevenção da automutilação e do suicídio de crianças e adolescentes. “Queremos mobilizar e sensibilizar a sociedade para a promoção da saúde mental de crianças e adolescentes, utilizando a cultura hip-hop como ferramenta de diálogo”.

A campanha foi criada com a participação de crianças, adolescentes e jovens que utilizam os elementos da cultura hip-hop como forma de expressão. Uma página do projeto reúne informações sobre o tema músicas e clipes produzidos especialmente para a campanha.

No cronograma do “Cultura MP” estão previstas oficinas de formação política e intervenção prática. O público-alvo são adolescentes de 14 a 15 anos, de três escolas públicas de Palmas. As atividades serão iniciadas no mês de agosto, após as férias escolares.

Campanha de prevenção da automutilação e do suicídio de crianças e adolescentes conta com o apoio de uma série de entidades como UPMN, Cedecam CVVm Cidade Perifa, Rap Original, Prefeitura de Palmas e Defensoria Pública do Estado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.