Sonho antigo!

Hospital Geral de Araguaína pode sair do papel com dinheiro de privatização de empresa

O governo espera arrecadar até R$ 600 milhões com venda de empresa.

Por Redação 1.789
Comentários (0)

25/06/2020 08h20 - Atualizado há 2 semanas
Placas da obra que foram colocadas no ano de 2013

A bancada estadual de Araguaína se uniu para garantir, através de uma emenda coletiva, que 30% do valor arrecadado com a privatização da companhia de energia Lajeado S.A (Energisa) seja destinado para a construção do tão sonhado Hospital Geral de Araguaína (HGA).

A emenda foi assinada pelos deputados Elenil da Penha (MDB), Jorge Frederico (MDB), Valderez Castelo Branco (PP), Issam Saado (PV) e Olyntho (PSDB).

O projeto de lei, que autoriza o Governo do Estado a vender sua participação na empresa, foi aprovado pelas Comissões e plenário da AL na noite desta quarta-feira (24). Agora segue para sanção do governador Mauro Carlesse (DEM).

A pedra fundamental do HGA foi lançada ainda em 2011 pelo então governador Siqueira Campos e depois relançada inúmeras vezes por outros governadores que o sucederam.

A obra chegou a ser iniciada em uma área localizada no Jardim dos Ipês, mas parou na terraplanagem. Na época, o hospital estava estimando em R$ 150 milhões.

O Governo do Tocantins detém 23% de participação na empresa Lajeado Energia e pretende arrecadar entre R$ 500 milhões e R$ 600 milhões com a venda das ações. O dinheiro será investido em obras estruturantes em todas as regiões do estado.

Os 30% reservados desse montante podem variar de R$ 150 milhões até R$ 180 milhões, recursos suficientes para conclusão da obra.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.