Tocantins

Ministro Tarcísio Freitas posta foto da ponte de Xambioá e garante conclusão em 2022

Obras estão em ritmo acelerado. Investimento supera R$ 150 milhões.

Por Conteúdo AF Notícias 2.626
Comentários (0)

13/10/2021 14h16 - Atualizado há 1 semana
Imagem recente das obras de ponte de Xambioá

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, postou, nesta quarta-feira (13), em seu perfil no Facebook, uma foto recente das obras de construção da tão sonhada ponte sobre o Rio Araguaia, entre as cidades de Xambioá (TO) e São Geraldo (PA).

Na postagem, o ministro ainda assegurou a previsão de conclusão da obra para 2022, colocando ponto final na travessia de balsa entre os estados do Tocantins e Pará. A ponte é um sonho antigo da população e vai impulsionar o desenvolvimento regional pela rota da BR-153, uma das principais rodovias do país.

“Imagens mais recentes da Ponte de Xambioá sobre o Rio Araguaia, na BR-153. De um lado, Tocantins. Do outro, Pará. Já estamos lançando as vigas. Obra iniciada pelo Governo Jair Bolsonaro que se encontra dentro do cronograma e com previsão de conclusão para 2022. Mais um serviço de balsa a ser eliminado em rodovia federal, mais uma rota de integração nacional norte-sul em desenvolvimento”, escreveu Tarcísio Freitas.

O empreendimento da BR-153 PA/TO contará com 1.720 metros de extensão e será a maior ponte do estado do Tocantins.

A obra está orçada em aproximadamente R$ 157 milhões e a previsão de entrega é em setembro de 2022.

Atualmente, todos os veículos que trafegam pela BR-153 e precisam atravessar de uma margem à outra do rio Araguaia, só podem fazê-lo por meio de balsa, o que representa fator de insegurança para os usuários da rodovia e para a população local.

A BR-153/PA/TO é um importante eixo de ligação entre as Regiões Norte e Sul do Brasil, por permitir a integração multimodal entre a ferrovia Norte-Sul e a hidrovia Tocantins-Araguaia. A construção da ponte vai impulsionar o desenvolvimento econômico local, pois facilitará o tráfego de veículos e caminhões, melhorando o escoamento da produção de bens e diminuindo os custos no transporte de cargas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.