À justiça

MPE denuncia médica por homicídio culposo em acidente de trânsito em Araguaína

Se condenada, Lívia pode pegar de dois a quatro anos de prisão, além de suspensão ou proibição de dirigir.

Por Redação 1.007
Comentários (0)

09/11/2018 14h54 - Atualizado há 5 meses
A médica estava no carro

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou a médica Lívia Fernandes Cruz por homicídio culposo no acidente de trânsito que vitimou a gerente de loja Cleudilene Sousa Bezerra, de 33 anos.

O acidente ocorreu no dia 20 de setembro, no cruzamento entre a Avenida Castelo Branco e a Rua Rui Barbosa, em Araguaína, norte do Estado. Cleudilene morreu na hora.

A Polícia Civil Lívia destacou no inquérito que Lívia estava com a seta do veículo acionada, mas encontrava-se no centro da via e fez uma manobra repentina para adentrar no cruzamento no momento em que Cleudilene já estava ultrapassando o veículo. A colisão foi registrada por câmeras de segurança.

A perícia concluiu que a culpa pelo acidente foi de Lívia, pois ela deveria ter se aproximado do lado esquerdo da Avenida Castelo Branco antes de realizar a conversão para ingressar na Rua Rui Barbosa, mas o veículo estava a cerca de quatro metros de distância.

A denúncia de Lívia foi apresentada pelo Promotor de Justiça Leonardo Gouveia Olhe Blanck, da 1ª Promotoria de Justiça de Araguaína.

Se condenada, Lívia pode pegar de dois a quatro anos de prisão, além de suspensão ou proibição de dirigir.

Cleudilene Sousa Bezerra

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.