Testagem

MPF e MPT dão 48h para secretário solucionar falta de testes da covid-19 no Tocantins

O gestor pode ser responsabilizado civil, administrativa e criminalmente.

Por Redação 723
Comentários (0)

18/06/2020 08h40 - Atualizado há 1 ano
O Tocantins já ultrapassou a marca dos 7.000 casos positivos da doença

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) expediram, nesta quarta-feira (17), recomendação administrativa ao Secretário Estadual de Saúde, Edgar Tolini, para que regularize, imediatamente, o serviço de diagnóstico laboratorial para casos suspeitos da covid-19 no Tocantins.

A medida foi adotada após o Laboratório Central do Estado (Lacen) anunciar a redução de testes alegando baixo estoque de kits para extração de material genético dos pacientes.

Mesmo com o aumento considerável de pacientes que testaram positivo para a doença nos últimos dias, o Lacen havia informado que a prioridade de testagem seria para os casos de óbitos suspeitos da doença e para os pacientes internados que apresentassem os sintomas graves da doença.

Diante da grande demanda pela testagem, os órgãos de controle deram um prazo e 48 horas para que o gestor apresente as medidas adotadas para cumprir as orientações sob pena de responsabilização civil, administrativa e criminal.

Segundo a recomendação, a prioridade de testagem é para os profissionais da saúde, das forças de segurança, dos pacientes em estado grave e dos grupos de risco, ainda que em detrimento dos óbitos, até que sejam regularizados os serviços para atender os  demais casos suspeitos.

Números

Segundo o último Boletim Epidemiológico, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quarta-feira (17), o Tocantins contabilizava 7.309 casos confirmados de Covid-19, com 140 óbitos. O número de pacientes recuperados é de 4.226; 2.943 pacientes seguem em isolamento domiciliar e 12 estão hospitalizadas, 76 em leitos clínicos e 51 em UTI´s Covid.

Não foi informado no último boletim, o número de exames realizados pelo Lacen, apenas o número de novos casos da doença (174).

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.