Tocantins

Presidente do Conselho do Fundeb acusa Seduc de 'tumultuar e desrespeitar' autonomia do órgão

Rosy Franca disse que que protocolou documentos sobre o caso no MPTO e MPF.

Por Redação 796
Comentários (0)

22/01/2020 14h55 - Atualizado há 3 semanas
Sede da Seduc

A presidente do Conselho Estadual do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (CE-Fundeb/TO), Rosy Franca, afirmou ao AF Notícias que a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) está interferindo diretamente no trâmite legal do processo de composição do conselho para o exercício do biênio 2020-2022.

PUBLICAÇÃO DIVERSA NO DIÁRIO OFICIAL

Segundo a presidente, a lista com os nomes que devem compor o conselho do Fundeb encaminhada pela Seduc para publicação no Diário Oficial, (conforme ato n° 68 – DOE n°5526/20012020) não é a mesma lista que o conselho enviou à pasta.

A lista que o Conselho Estadual do Fundeb encaminhou para a Seduc não é a mesma publicada no Diário Oficial”, afirmou Rosy Franca.

Ainda conforme Rosy Franca, a Seduc estaria protelando o processo desde o início dos trabalhos para composição do novo colegiado. “A secretaria não cumpriu com os prazos estabelecidos para as publicações, protelou as indicações dos membros representantes da secretaria, e ainda delongou a publicação de documentos no Diário Oficial, como manda o regimento do conselho”, disse.

SEDUC NÃO ENVIOU NOMES

Rosy Franca também afirmou que ainda em 2019 as entidades que formam o conselho foram comunicadas para que encaminhassem os nomes dos membros a compor o novo colegiado, mas apenas a Seduc não teria indicado os nomes dentro do prazo.

Um novo ofício foi encaminhado no dia 27 de dezembro e mesmo assim a Seduc não teria feito as indicações. “Nós entendemos que a Seduc está tumultuando o processo de renovação dos membros, protelando o processo que deveria ter ocorrido ainda em dezembro de 2019”, disse Rosy. 

Ainda conforme o relato da presidente, a secretária estadual da Educação, Adriana Aguiar, chegou a confirmar no dia 13 de janeiro que no dia 16 do mesmo mês ocorreria a posse dos novos membros do colegiado, mas ela não teria encaminhado o documento do processo para publicação no Diário Oficial. Contudo, a secretária não compareceu na reunião marcada e muito menos justificou sua ausência.

SEDUC ESTÁ INCOMODADA

Ao meu ver, o trabalho do conselho do Fundeb está incomodando a Seduc. Não vejo outro motivo para tumultuar o processo. Se estamos incomodando, então é sinal que estamos cumprindo o papel do conselho”, relatou a presidente.

A presidente do Conselho informou que protocolou documentos sobre o caso no Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF) solicitando providências.

O QUE DIZ A SEDUC

"A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) informa que a posse do Conselho Estadual do Fundeb (CE-Fundeb/TO) está prevista para sexta-feira, 24. A publicação da relação dos novos membros no Diário Oficial do Estado, ocorreu na segunda-feira, 20, conforme Ato n. 67/DSG.

A Secretaria assegura que não houve qualquer tipo de interferência da Pasta no trabalho do Conselho e que os nomes publicados no Diário Oficial são aqueles que foram encaminhados, documentados, à Seduc, por meio do Ofício CE-Fundeb/TO n. 01/2020, de 09 de janeiro; e do Ofício CEE/TO n. 12/2020, de 13 de janeiro, do Conselho Estadual de Educação (CEE/TO), que informa alteração dos nomes dos seus representantes no Colegiado do Fundeb, em conformidade com o Ofício CEE/TO n. 06/2020, de 08 de janeiro, ao CE-Fundeb/TO.

Ainda, lamenta a tentativa de politização de um processo que transcorre cumprindo todos os trâmites legais, levantando suspeitas infundadas sobre a gestão dos recursos públicos oriundos do Fundeb no Estado.

Por fim, reforça profundo respeito tanto aos ex-integrantes quanto aos recém-nomeados membros do Conselho do Fundeb, e reconhece a importância do trabalho que vem sendo desempenhado com zelo e cuidado pelas sete instituições que compõem o Colegiado".

ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO

Entre as atribuições do conselho está o de acompanhar e controlar a distribuição, transferência e aplicação dos recursos do Fundeb; acompanhar a elaboração da proposta orçamentária anual; acompanhar a execução, inclusive receber e analisar as prestações de contas dos recursos federais transferidos à conta; e ainda notificar o órgão executor dos programas e o FNDE quando houver ocorrência de eventuais irregularidades na utilização dos recursos.

Segundo o regimento do CE-Fundeb, a finalidade do conselho é acompanhar a distribuição, transferência e aplicação dos recursos financeiros do Fundeb no Estado. Para tanto, o conselho deve atuar com autonomia, sem vinculação ou subordinação institucional ao Poder Executivo Estadual.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.