Ministério Público

Procurador-Geral de Justiça abre procedimento para investigar remoção de delegados no Tocantins

O Sindicato acredita que não houve fundamentação para a remoção.

Por Redação
Comentários (0)

08/11/2019 12h14 - Atualizado há 1 semana
Reunião entre delegados e Procurador-Geral de Justiça

O procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, recebeu na manhã desta sexta-feira (8), a visita do vice-presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Tocantins (Sidepol), Ibanez Ayres da Silva Neto, do delegado de polícia Cassiano Ribeiro Oyama e do assessor jurídico da entidade, Maurício Ughini.

Na ocasião, foi entregue ao procurador-geral ofício do Sindicato solicitando que o Ministério Público do Tocantins (MPTO) tome providências no sentido de intervir na remoção dos delegados publicada no Diário Oficial de quarta-feira, 06 de novembro.

O Sindicato acredita que não houve fundamentação para a remoção, contrariando a Lei nº 12.830/2013, e que isso prejudica substancialmente as investigações em andamento.

Diante dos fatos apresentados, José Omar instaurou notícia de fato com o intuito de averiguar a legalidade das remoções. “No que tange às atribuições da nossa Instituição, tomaremos as providências cabíveis para o caso”, destacou o PGJ.

+ Governo troca delegado regional de Araguaína pela 4ª vez e remove Bruno Boaventura da Deic

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.