Pesquisas

Projeto de lei incentiva doação de plasma por pessoas curadas da covid-19 no Tocantins

O doador terá meia entrada em eventos culturais ou esportivos.

Por Redação 502
Comentários (0)

07/04/2021 10h27 - Atualizado há 5 dias
O médico Lucas Valente, de 29 anos, venceu a covid-19 e foi o primeiro a doar plasma em Brasília

Um projeto de lei foi apresentado na Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), nesta terça-feira (6), visando incentivar a doação de plasma sanguíneo por pessoas curadas da Covid-19. O Estado já contabiliza mais de 124 mil pacientes recuperados da doença.

"Esta é uma forma de contribuir com a ciência na busca pela cura dessa doença", justificou o autor da proposta, o deputado estadual Issam Saado (PV), que é de Araguaína.

Conforme a proposta, a utilização do plasma sanguíneo será para fins de pesquisas.

O deputado Issam Saado teve Covid-19, precisou ser internado na UTI e venceu a doença. Ele também já tomou a primeira dose da vacina. "Só quem passa por isso sabe o sofrimento que essa doença provoca na gente e na família", relata.

O doador de plasma terá como benefícios a isenção do pagamento de taxa de inscrição de concursos públicos (para o doador que tenha realizado ao menos três doações no prazo de 12 meses anteriores à publicação do edital); meia entrada em eventos culturais ou esportivos subsidiados pelo Estado; e certificado de “Amigo da Saúde”, que será utilizado como meio probatório para fins de garantias dos direitos previsto na lei.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.